Postado em 31 de março de 2019

Hoje é dia de celebrar o início da luta que derrotou a ditadura!

Autor: Leonardo Miranda

Hoje a consciência nacional está de luto, luto por um golpe de estado arquitetado e amparado pelos EUA para promover o nosso atraso cultural e econômico. Antes dos 21 anos de ocultação da verdade, perseguições, torturas e assassinatos, o Brasil vivenciava seus tempos áureos, exportávamos não só bens de consumo como também cultura e arte para o mundo. Por exemplo, antes da ditadura tínhamos a Bossa Nova e o Cinema Novo, após a ditadura ficamos com a lambada e a pornochanchada.

Durantes esses 21 anos de terror famílias foram destruídas, mulheres violentadas, crianças torturadas e pais assassinados e tudo isso nas mais variadas ordens.

A situação decadente de nossa economia era ocultada pela censura, que proibia a publicação de notícias contrárias à ditadura. Órgãos de extermínio foram legalizados, jornalistas, artistas e intelectuais foram exilados, torturados ou mortos.

Entretanto, mesmo assim, a resistência nunca baixou sua guarda, pois o espírito guerreiro habitava e sempre habitará no coração daqueles que buscam, incansavelmente, a verdade. Ontem, hoje e amanhã... Sempre existem pessoas como eu e você, capazes de edificar suas independências para se expressarem livremente, em prol do bem comum, do bem da comunidade.

Por outro lado, a ignorância, que caminha de mãos dadas com a maldade, também sempre se mostrará, mesmo que precise sair das sombras da vergonha de si mesma. Mas, ao contrário do que essas pessoas possam pensar, nós sempre estaremos preparados para o enfrentamento ideológico. E essas pessoas sabem que estamos mais preparados. Somos guerreiras e guerreiros das ideias, somos aqueles que sempre vencem no final, somos representantes da solidariedade, da paz, da justiça e do amor em seus níveis mais íntimos.

E o melhor de nós, não temos motivos para desistir, uma vez que a perseverança e a verdade também caminham de mãos dadas e nada, nem a ignorância e a maldade juntas, nada é páreo para essas duas deusas.

Tanto que 21 anos após a manipulada Marcha da Família com Deus pela Liberdade, que usou o nome de Deus em vão, para forjar o apoio popular à um governo ditatorial terrorista, o povo voltou às ruas, mas desta vez para gritar liberdade, no movimento Diretas Já, que derrubou a ditadura e colocou a covardia dos militares da época em seu devido lugar. E é isso que celebramos hoje, o início deste movimento que custou a vida de muitos inocentes e culminou na derrota da ditadura.

Poderia usar inúmeras fotos mostrando a tortura, assassinatos e todas as injustiças desses 21 anos de trevas, mas uso a minha imagem, apenas um entre tantos que honra e reverencia todas e todos que deram suas vidas para que hoje eu tivesse a liberdade de expressão garantida para redigir este artigo. Liberdade da qual me valho, me inspiro e sempre defenderei.

Leonardo Miranda
Jornalista
Leonardo Miranda é jornalista formado pela Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto) e atuante em Alfenas há sete anos. Há 5 anos trabalha como repórter na TV Alfenas e há três anos é o profissional responsável pelo conteúdo da Revista QShow.