Postado em segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Luizinho é reeleito prefeito de Alfenas com 55% dos votos

Candidato do PT obteve mais de 21 mil votos, quase 10 mil à frente do segundo colocado.


Alessandro Emergente

O prefeito de Alfenas, Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT), foi reeleito na eleição deste domingo. O petista conquistou 21.862 votos abrindo uma diferença de 9.858 votos em relação ao segundo colocado, Amadeu Peloso (PDT).

Houve atraso na totalização dos votos e divulgação do resultado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), situação registrada em todo o país devido a uma falha no sistema. Diante da demora na divulgação oficial, Luizinho comemorou o resultado a partir de uma totalização paralela feita a partir dos dados dos boletins das urnas, obtidos pelos fiscais do partido. 

Reprodução: Uol/Fonte: TSE



Às 22h50, o TSE atualizou seu site com 99,40% dos votos apurados, quando a vitória do petista já era possível ser reconhecida oficialmente. A atualização, com 100% dos votos, só ocorreu às 00:05 de segunda-feira.

Mesmo diante do número recorde de candidatos a prefeito (oito registraram candidaturas), a votação de Luizinho ficou acima da obtida na eleição de 2016, quando obteve 17,5 mil votos.

100% dos votos apurados

Luizinho obteve 55,1% dos votos válidos contra 30,3% de Peloso, que obteve 12.004 votos. A terceira colocação ficou com Pedro Alencar de Azevedo (Pedrinho do Minas Acontece/PSL), com 2.549 votos (6,4%), seguido por Jovane Júnior (Avante), com 1.165 votos (2,9%), e o ex-prefeito Pompilio Canavez (PV), que obteve 845 votos (2,1%).

O prefeito comemorou a reeleição em uma carreata (Foto: Reprodução/Instagram)


Na sequência apareceu Marco Antônio Gomes de Carvalho (Marquinhos do SUS/MDB) com 583 votos (1,47%), seguido por Waldemilson Bassoto (Padre Waldemilson/PSB), com 554 votos (1,40%). Itamar Silva (Patriotas) obteve 56 votos (0,14%).

Foram 39.618 votos válidos na eleição majoritária, 1.956 eleitores votaram nulo e outros 1.476 votaram em branco.

Luizinho assumirá, a partir de janeiro, o seu terceiro mandato de prefeito. Ele assumiu o comando da Prefeitura de Alfenas pela primeira vez em março de 2010, quando o então prefeito Pompilio Canavez, na época filiado ao PT, renunciou o governo para ser candidato a deputado estadual. Em 2012, Luizinho tentou permanecer como prefeito, mas não foi eleito, retornando ao cargo em 2016.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito