Postado em quinta-feira, 12 de novembro de 2020 às 10:10
Atualizada em quinta-feira, 12 de novembro de 2020 às 16:04

Valor de patrimônio declarado pelos candidatos a prefeito de Alfenas varia de zero a R$ 3,2 milhões

Um dos candidatos não declarou bens, enquanto os dos demais variam de R$ 4,5 mil a R$ 3,2 milhões.


Alessandro Emergente

O valor do patrimônio dos oito candidatos a prefeito de Alfenas na eleição deste ano varia de zero (ou seja, um dos candidatos não declarou bens) a R$ 3,2 milhões. Os dados foram declarados à Justiça Eleitoral pelos candidatos e estão disponíveis para o eleitor no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Pelas declarações de bens, disponíveis no site do TSE, o candidato Jovane Júnior, do Avante, é o que tem o maior patrimônio. Ele declarou bens que chegam a R$ 3.233.000,00. São apenas dois bens relacionados: uma área de 52,50 hectares na fazenda Ariadnópolis em Campo do Meio, avaliada em R$ 3,223 milhões, e capital social de uma empresa que atua com sistema de irrigação, no valor de R$ 10 mil.

O segundo candidato com maior patrimônio é Amadeu Peloso (PDT), que declarou R$ 2.878.658,75 em bens. A relação declarada à Justiça Eleitoral é variada e inclui um veículo, investimento bancário, dinheiro em espécie, glebas de terras que ultrapassam 50 hectares, construção em um condomínio residencial em Alfenas, um lote urbano e participação em empresas odontológicas.

Seguindo os dados do TSE, o vereador Waldemilson Bassoto (Padre/PSB) aparece em terceiro, com um patrimônio avaliado em R$ 490.736,13. A relação de bens é composta por uma residência, um veículo, dinheiro em espécie e em conta bancária, além de um terreno rural.

O ex-prefeito e ex-deputado estadual Pompilio Canavez (PV) declarou uma casa em Alfenas e outra em Fama, somando R$ 385 mil em patrimônio. O atual prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT) aparece com um patrimônio avaliado em R$ 229.307,29, que corresponde a dois veículos, uma residência, depósito bancário e dinheiro em espécie.

Na sequência, Marco Antônio Gomes de Carvalho (Marquinho do SUS/MDB) com R$ 96.295,35, composto de depósito bancário e uma chácara. Pedro Alencar de Azevedo (Pedrinho do Minas Acontece/PSL) declarou R$ 4.500,00, referente a um Fiat Pálio 2002/2003. Já Itamar Silva não declarou bens. O ícone referente aos bens declarados não leva a nenhum link e consta a informação “bens não declarados”.

Na eleição anterior, os valores variavam de R$ 36 mil a R$ 1,1 milhão. O do atual prefeito era de R$ 124.189,80 e incluía o mesmo imóvel, onde reside, um carro e R$ 244 mil em espécie.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito