Postado em quarta-feira, 22 de julho de 2020 às 18:06
Atualizada em quinta-feira, 23 de julho de 2020 às 11:16

Vice-presidente do PT criticou possibilidade de ter Boaventura como vice em chapa de Luizinho

PC, como é conhecido, postou um comentário nas redes sociais.


Da Redação

O vice-presidente do PT de Alfenas, Antônio Augusto Garcia Veríssimo, o PC, criticou, nas redes sociais, a possibilidade do médico Boaventura Passos Vinha ser candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT), pré-candidato à reeleição em novembro.

O médico, que é filiado ao PT, é visto como uma das possibilidades de compor a chapa do atual prefeito como noticiou o Alfenas Hoje no início do mês. A reportagem foi compartilhada na página oficial do Alfenas Hoje no Facebook, onde PC postou o comentário.

“Credo.... só o Luizinho já está bom ...não precisa desse cara aí não”, postou na ocasião.

Na época, em entrevista ao Alfenas Hoje, Luizinho sinalizou positivamente para o nome do médico, que já foi secretário de Esportes na sua gestão anterior e é considerado um antigo aliado político. Disse que Boaventura teria aceitação da base de apoiadores. “Não basta ser um bom nome. Tem que unificar e consolidar a base”, declarou na ocasião.

O post de PC foi comentado pela presidente do PV de Alfenas, Andréia Ávila, que questionou se, seguindo o raciocínio da postagem, o atual prefeito não precisa de ninguém. Andréia integrava o grupo político petista, mas rompeu com o governo.

Em tempo

Após a publicação da reportagem, o diretório municipal do PT encaminhou a redação uma nota na qual afirma que a opinião de PC é pessoal e não reflete a posição do partido. "Afirmamos que Dr. Boaventura é e sempre será um nome que nós buscaremos para aliar nessa disputa a favor da vida, especialmente da saúde", diz a nota.

>>Clique aqui e leia a nota do PT na íntegra



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.