Postado em quinta-feira, 15 de outubro de 2020 às 10:10

Candidaturas encabeçadas pelo PT e pelo PDT com mais tempo de rádio e televisão

A campanha eleitoral na televisão e no rádio vão até 12 de novembro.


Da Redação

A coligação Frente, Emprego e Saúde, que tem o prefeito Luiz Antônio da Silva (PT) como candidato a reeleição, e a coligação Amor por Alfenas, que tem Amadeu Peloso (PDT) como candidato, lideram o tempo para campanha eleitoral no rádio e na televisão, iniciada no último domingo, 27.

A coligação encabeçada pelo petista, que reúne PT, PP, Cidadania, Republicanos, PL, PCdoB e Podemos, tem 3 minutos e 35 segundos. Já a coligação que tem o pedetista como cabeça de chapa tem 2 minutos e 40 segundos. A coligação reúne PDT, PSDB, Solidariedade, DEM e PSD.

Juntos por Alfenas, que é formada por PSL e PTB em apoio a Pedro Alencar de Azevedo (Pedrinho do Minas Acontece), tem 1 minuto e 18 segundos. Na sequência, a coligação #Fazer diferente: por uma nova Alfenas tem 55 segundos. Essa coligação é integrada por MDB e PSC, tendo como candidato a prefeito o emedebista Marco Antônio Gomes de Carvalho (Marquinhos do SUS).

O PSB, que tem Waldemilson Bassoto (Padre) como candidato, tem 48 segundos de tempo. O Patriota, que tem Itamar Silva como candidato, tem 17 segundos. A coligação Rumo a verdadeira mudança, que reúne Avante e PRTB tendo Jovane Júnior como candidato, tem 15 segundos. E com o menor tempo, 12 segundos, está Experiência e compromisso com Alfenas, que tem como candidato o ex-prefeito Pompilio Canavez, do PV.

A campanha eleitoral no rádio é exibida diariamente às 7h da manhã e às 12h, enquanto que na televisão o horário de exibição são às 13h e às 20h. O tempo de propaganda é de 10 minutos cada programa.

A divisão do tempo para cada partido em 2020 é feita com base em um cálculo da representação da sigla no Congresso Nacional, prevista na Resolução do TSE no 23.610/2019. Do total, 10% são divididos igualmente entre os partidos e coligações e 90% são divididos proporcionalmente ao número de representantes na Câmara dos Deputados. No caso de coligação, leva-se em conta o resultado da soma do número de representantes dos seis maiores partidos, de acordo com as informações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito