Postado em quinta-feira, 7 de junho de 2018 às 17:05

Homem que atirou contra base da PM e contra Delegacia é preso

Alessandro Emergente

A Polícia Militar prendeu, na tarde desta quinta-feira, o homem que teria atirado contra o 2° Grupamento da PM de Meio Ambiente, na Praça da Saudade, no bairro Aparecida, e contra a 2ª Delegacia Regional da Polícia Civil (2ª DRPC). O homem, que confessou os disparos, é Joel Aparecido Marques (conhecido como Jô), 24 anos.

O rapaz foi preso no bairro Vila Betânia durante uma operação policial, comandada diretamente pelo tenente coronel Márcio Bocher, comandante do 64° BPM (64° Batalhão da Polícia Militar). Segundo a PM, ao avistar as viaturas da Rotam, o suspeito correu para o interior de sua residência, no Vila Betânia.

Os PMs conseguiram abordar Marques já no interior da casa e esse confessou ter sido o autor dos disparos de arma de fogo contra o 2° Grupamento da PM de Meio Ambiente e a Delegacia.

Na casa de Joel Marques (foto acima) foram apreendidos armamento, munições e drogas


Durante as buscas no interior da residência, os militares localizaram armas e munições. Foram apreendidos: uma submetralhadora com silenciador (calibre .40), um revólver da marca Taurus (calibre .38), nove estojos deflagrados calibre .38, 63 cartuchos intactos calibre .40 e cinco cartuchos intactos calibre .380.

Além do armamento, a PM também localizou drogas e materiais utilizados para o tráfico de drogas como uma balança de precisão, diversas anotações suspeitas e materiais para dolagem. Também foram apreendidas três porções de crack (500 gramas), 1 Kg de cocaína, 100 gramas e outras sete buchas de maconha e 145 cápsulas com cocaína. Quatro celulares, que serão analisados pela perícia, e R$ 372 em espécie foram apreendidos.

Disparos

Os disparos contra o 2° Grupamento do Primeiro Pelotão da 18ª Cia da PM de Meio Ambiente foi na noite de quarta-feira, por volta das 21h50, quando foram ouvidos alguns disparos. No local foram encontrados, dois projéteis deflagrados e quatro marcas na parte externa da base policial, duas são visíveis no portão e uma no batente do portão.

A unidade da PM de Meio Ambiente foi alvo de disparos na noite de quarta-feira (Fotos: Reprodução/Whatsapp)


De acordo com a PM, um dos disparos transfixou o portão e atingiu a parte externa do padrão de energia elétrica, que fica na parte interior da unidade policial. Um outro disparo atingiu o letreiro luminoso de identificação da instituição.

Na Delegacia, também na noite de quarta-feira, os policiais civis constataram um disparo contra o portão da instituição. Porém, não foi encontrado o projétil.

A suspeita é que os ataques possam estar relacionados aos ataques a ônibus, que passaram a ser escoltados por viaturas policiais no período noturno. A Polícia Civil investiga o caso. Na madrugada de quarta-feira, o alvo foi uma agência bancária.

NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.