Postado em sexta-feira, 7 de agosto de 2020 às 11:11

Estudo aponta impacto da pandemia na qualidade do sono

Os pesquisadores da Unifal também estudam o impacto na prática de atividade física da população latino-americana.


 Da Redação

Uma pesquisa desenvolvida na Unifal (Universidade Federal de Alfenas) busca identificar o impacto da pandemia na qualidade do sono e no nível de atividade física da população latino-americana. Até o momento, mais de 650 voluntários já estão participando e dados preliminares mostram que 55% ganharam peso durante o confinamento, cerca de 32% estão dormindo pior e 36% retrataram fortes emoções ligadas à pandemia.

De acordo com o professor Lucas Emmanuel Teixeira, pesquisador que coordena o estudo, na atual situação global de confinamento doméstico decorrente do surto de Covid-19, as pessoas estão expostas a uma situação estressante sem precedentes, o que pode não apenas aumentar os níveis de estresse durante o dia e desencadear ansiedade e depressão, mas também interromper o sono.

“É importante ressaltar que, devido ao papel fundamental que o sono desempenha na regulação emocional, os distúrbios do sono podem ter consequências diretas no dia seguinte no funcionamento emocional. Também observamos uma interrupção abrupta no nível de atividade física da população, o que eleva o risco de complicações da Covid-19 causados pelo ganho de peso, descontrole dos níveis da pressão arterial e diabetes na população do grupo de risco para casos graves da doença”, afirma.

O estudo propõe avaliar o vínculo estresse-sono e confinamento-atividade física, bem como suas correlações, a fim de identificar fatores de comportamento de risco e protetores para sugerir medidas durante esta pandemia. “A pesquisa objetiva deixar um estudo de avaliação deste impacto para ‘A próxima pandemia’, como descrita pelo professor Steven Taylor em seu livro ‘The Psychology of Pandemics: Preparing for the Next Global Outbreak of Infectious Disease’ de 2019, que aborda os mais variados fatores de uma pandemia”, informa Teixeira.

A finalidade dos pesquisadores do Instituto de Ciências da Motricidade da Unifal é deixar um registro do momento atual e sugerir medidas mitigatórias para esta e as próximas pandemias, uma vez que estudos apontam para um aumento deste tipo de evento frente às alterações ambientais, com destruição dos habitats dos animais hospedeiros deste e outros vírus ainda desconhecidos.

Quem desejar participar da pesquisa, ainda é possível. Basta acessar os questionários disponibilizados no Google Forms, disponibilizado no site da universidade. A equipe criou três questionários, nas versões português e espanhol, nos quais uma escala avalia o impacto da pandemia pela Covid-19 na saúde mental, um questionário avalia a qualidade do sono, e outro avalia o nível da atividade física da população.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.