Postado em terça-feira, 18 de junho de 2019 às 15:03

Vereadores pressionam secretário para exonerar coordenador

A pressão foi feita durante o uso da tribuna pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, convocado pela Câmara Municipal.


Alessandro Emergente

Os vereadores querem a saída de Itamar Silva, coordenador de Desenvolvimento Econômico, do governo. A mensagem foi dada ao secretário Carlos Miguel dos Anjos, titular da Pasta, durante o uso da tribuna livre, na sessão legislativa de segunda-feira, ao atender uma convocação do Legislativo como informou o Alfenas Hoje na semana passada

Oficialmente, o secretário de Desenvolvimento Econômico foi convocado para falar sobre assuntos relacionados a Pasta comandada por ele. No entanto, o que motivou a convocação foi o comportamento de Silva nas redes sociais ao realizar críticas aos parlamentares em meio a uma crise interna do governo evidenciada por meio de uma nota oficial da Prefeitura de Alfenas.

A nota expôs um racha interna no governo ao levar a público, de forma oficial, desentendimentos entre integrantes da administração. Foi uma resposta pública a críticas feitas por Silva, nas redes sociais, a cúpula do governo no episódio envolvendo o início de uma negociação com a direção da empresa Havan. Os vereadores também foram alvo de críticas do coordenador de Desenvolvimento Econômico.

Tribuna da Câmara

Na tribuna, o secretário disse que não compactuar com mensagens não assinadas por ele e que circulam nas redes sociais. Afirmou ainda não ter controle sobre a vida privada de servidores sob o seu comando e nem em relação as suas postagens.

Carlos Miguel ao usar a tribuna da Câmara Municipal na noite de segunda-feira (Foto: Ascom-Câmara Municipal)


Ao ser pressionado, Carlos Miguel disse que possui um relacionamento “100% profissional” com seu coordenador e que busca estabelecer uma “boa vizinhança” com ele. Mas afirmou: “não tem quem segura ele”.

Ao ser questionado sobre o trabalho de Itamar Silva, o secretário afirmou que presta um bom serviço assessorando-o e na emissão de ofícios. Porém, afirmou que seu coordenador é ruim nas negociações diretas com as empresas e, por isso, estabelece as funções de cada servidor. “Cada macaco no seu galho”, declarou.

Pressionado

Após críticas de vários vereadores, o secretário foi questionado pelo presidente da Câmara Municipal, Fábio Marques Florêncio (Fábio da Oncologia/PP), sobre o futuro de Itamar Silva sob a sua subordinação. “Carlos, você é o dono da Pasta”, enfatizou o presidente ao afirmar que o secretário estava sendo submetido a um constrangimento por causa de um subordinado seu.

Em resposta, Carlos Miguel afirmou que irá conversar com o prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT) sobre o assunto, mas que é o prefeito “quem tem o poder da caneta”.

Ataques

Pouco antes, alguns vereadores fizeram fortes críticas contra Itamar Silva, incluindo denúncias de supostas irregularidades. O vereador Reginaldo Flauzino (PHS) disse que há um inquérito na Polícia Civil que apura uma denúncia encaminhada pela Procuradoria-Geral do Município contra Silva.

Segundo o parlamentar, a denúncia é referente a uma suposta venda por parte de Silva de uma área verde no Residencial Oliveira, que pertenceria ao Município. Flauzino disse que vai oficializar o caso junto ao Ministério Público (MP), onde foi alvo de representação de Silva na semana passada após um discurso onde apontou que haveria “tranqueiras” no governo.

Já Tadeu Fernandes (PTC) preferiu usar classificações pejorativas como “traste” ao se referir ao coordenador municipal. Disse que os prefeitos – chamando-os de “bunda mole” - têm medo da língua de Itamar de Silva, mas que ele não tem e desafiou: “seu traste, processa eu também”.

Os vereadores Décio Paulino (PR), Kátia Goyatá (PDT), José Carlos Tercetti (PRP), Antônio Carlos da Silva (Dr. Batata/PSB), Edson Lélis (Edson da Distribuidora/PR), Waldemilson Bassoto (Padre/Pros) e Domingos dos Reis Monteiro (Dominguinhos/PSB) também fizeram questionamentos ao secretário e críticas a Silva.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.