Postado em terça-feira, 9 de outubro de 2012

Victor Corrêa sai da pole, faz volta mais rápida, mas não termina bem

Se a estreia de Victor Corrêa no treino classificatório foi gratificante, as duas corridas no circuito de Donington Park foram decepcionantes.


Da Redação

Se a estreia do brasileiro Victor Corrêa (Unifenas) no treino classificatório para a sexta rodada do Radical Masters Euroseries foi gratificante, com a conquista da pole position, as duas corridas no circuito de Donington Park, na Inglaterra, foram decepcionantes.

"Não foi um fim de semana com resultado final para lembrar. Serviu mais para entrosamento desta nova dupla e para comemorar pole position e volta mais rápida. Agora vamos pensar na próxima etapa e contar com a colaboração da sorte", desabafou o mineiro de Alfenas.

Na primeira prova da rodada dupla o sueco Christian Kronegard largou da pole position e liderou até o momento da troca de pilotos, na 12ª volta, entregando o carro para o brasileiro com 11s826 de vantagem. Victor Corrêa, no entanto, quando estava saindo dos boxes, sofreu com a quebra da embreagem. E ainda na sua primeira volta o seu Radical SR8 teve uma pane eletrônica e o motor apagou no meio da pista.

"Eu encostei fora do traçado e antes de sair do carro e abandonar, resolvi ligar a chave geral novamente e tentar dar a partida. Para a minha surpresa, acho que o computador e a parte eletrônica acordaram e o motor funcionou. Pena que eu já tinha perdido uma volta", lamentou Victor.

Foto: Divulgação

 

Victor Corrêa conquista pole, mas não faz boa corrida


Acelerando ao máximo, Victor acabou estabelecendo a volta mais rápida com 1min26s623 - abaixo do tempo da pole position -, mas que foi insuficiente para alcançar um melhor resultado, recebendo a bandeirada na 11ª posição.

"Realmente foi uma pena. O carro estava bem equilibrado e mesmo sem embreagem, se não fosse o apagão, dava para vencer", completou o piloto da Unifenas.

No complemento da rodada dupla Victor Corrêa largou da quarta posição e na disputa da primeira curva levou uma batida e saiu rodando e parando na grama. Quando retornou estava na 16ª posição.

"Eu larguei por fora e quando entrei pra dentro da curva, levei um toque e já sai rodando igual a um peão. Ai acabou a corrida. Ainda tentei empreender um ritmo forte, mas o difusor traseiro quebrado fez com que o carro ficasse saindo de traseira", contou o brasileiro, que estabeleceu a terceira volta mais rápida desta corrida.

No meio da prova Christian Kronegard assumiu o volante e herdou só uma posição, recebendo a bandeirada no 15º posto.

A próxima rodada dupla encerrará o certame europeu no dia 2 de novembro, em Barcelona, na Espanha.

Confira o resultado da 11ª etapa:

 

1)Zac Chapman, 24 voltas em 40min26s765 (Média de 142,505 km/h);
2)Manhal Allos, a 1s566;
3)Peter Bamford, a 18s578;
4)Mike Cantillon, a 31s666;
5)Chris Hyman/Alex Mortime, a 32s745;
6)Sykes Kemp, a 34s677;
7)James Abbott/Shaun Balfe, a 35s124;
8)Andrew Ferguson, a 42s240;
9)Greg Hart, a 53s012;
10)Jaap Bartels, a 59s647;
11)Victor Corrêa/Christian Kronegard, a 1 volta.
Melhor Volta: Victor Corrêa - 1min26s623 (Média 166,36 km/h) na 19ª volta.

Confira os 10 primeiros da 12ª etapa:

1)Tony Wells/James LittleJohn, 27 voltas em 40min46s102 (media de 159,05 km/h);
2)James Abbott/Shaun Balfe, a 1s339;
3)Zac Chapman, a 8s647;
4)Manhal Allos, a 14s324;
5)Terrence Woodward/Ross Kaiser, a 28s751;
6)Chris Hyman/Alex Mortime, a 32s375;
7)Greg Hart, a 35s169;
8)Peter Bamford, a 36s744;
9) Igor Urien, a 43s917;
10)Robert Enestedt, a 53s686;
15)Victor Corrêa/Christian Kronegard, a 1min22s954.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.