Postado em segunda-feira, 29 de junho de 2020 às 13:01

Preço médio dos combustíveis caiu quase 20% desde o início da pandemia

Último levantamento da ANP aponta, no entanto, um aumento nos valores, brecando a curva de queda.


Alessandro Emergente

O preço médio dos combustíveis nas bombas de postos de Alfenas chegaram a cair quase 20% desde o início da pandemia, no mês de março. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo (ANP) que monitora semanalmente os preços de revenda.

No entanto, o último levantamento aponta uma recuperação no valor médio, interrompendo a curva de queda no preço tanto para a gasolina quanto para o etanol. De acordo com a ANP, na última pesquisa, de 21 a 27 de junho, o preço médio da gasolina foi de R$ 4,34. O valor mais alto encontrado, em 28 postos pesquisados, foi de R$ 4,39 e menor, R$ 3,99.

No caso do etanol, o preço médio na semana passada foi de R$ 2,94. A variação foi de R$ 2,59 a R$ 2,99.

No mês passado o etanol chegou a custar, em média nos postos de Alfenas, R$ 2,76. Já a gasolina o preço médio, no mês passado, atingiu R$ 4,00.

Desde março

A pandemia do novo coronavírus foi declarada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) no dia 11 de março. Alguns dias depois as atividades econômicas começaram a sofrerem restrições como medidas preventivas de isolamento social.

O mês de março fechou com um preço médio da gasolina nas bombas em R$ 4,85 – em fevereiro era ainda maior: R$ 4,96. Nos meses seguintes o valor médio foi sofrendo queda: R$ 4,51 em abril e R$ 4,00 em maio.

O site da ANP disponibiliza apenas a média mensal dos combustíveis nos meses anteriores e, por isso, não foi possível apontar os valores médios da primeira e da segunda quinzena daquele mês.

Se considerado o mês de março, que já absorve o impacto da pandemia, a queda até o mês passado tinha sido de 17,5%. Já se o parâmetro for fevereiro a redução chega a 19,3%.

Nesse período o menor valor atingido, nos postos que praticam os menores preços, foi de R$ 3,74 no mês de maio, quando foi registrado a menor média. O maior valor foi registrado em fevereiro quando chegou a atingir R$ 5,04.

No caso do etanol a queda desde março – desconsiderando o mês atual ainda com dados a serem fechados – foi de 19,3%. Em relação a fevereiro a queda chega a 20%.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.