Postado em sábado, 14 de setembro de 2019 às 06:06

Restaurante Popular deve fornecer 500 refeições diárias

O Restaurante Popular de Alfenas foi reinaugurado na sexta-feira após oito meses fechado.


Alessandro Emergente

O Restaurante Popular (RP) de Alfenas volta a funcionar após oito meses fechado. A reinauguração foi na sexta-feira, como havia informado o Alfenas Hoje, e o planejamento inicial da empresa que passa a administrar o local é oferecer 500 refeições diárias, incluindo almoço e café da manhã.

O almoço será comercializado a R$ 4,00 e o café da manhã a R$ 1,00, abaixo do texto fixado em edital que previa o valor máximo de R$ 2,00. Caso haja demanda, o jantar (sopa) será disponibilizado a R$ 2,00.

A Total Alimentos, que tem sede em Contagem, foi a única participante do processo licitatório que definiu a empresa responsável por uma concessão de cinco anos para explorar o local. Ela já é fornecedora da alimentação para os detentos do Presídio de Alfenas. 

O restaurante volta a funcionar após oito meses fechado (Foto: Reprodução/EPTV)


A direção da Total Alimentos teve interesse em participar da licitação ao considerar a logística. O planejamento inclui transferir a produção de alimentos para o Presídio para o prédio da RP, aproveitando o espaço e o quadro de funcionários. Para isso, contratou dez funcionários que se somam aos 17 que já estavam contratados.

A empresa anunciou investimento de cerca de R$ 100 mil no local para readequar o espaço, que inclui desde troca de fiação, aquisição de novos equipamentos até a pintura.

O prédio do RP passou por reformas, incluindo a pintura (Foto: Reprodução/G1)


O RP ficou fechado por oito meses. A empresa que administrava o restaurante teve também um problema financeiro e acabou com as contas bloqueadas pela Justiça por falta de pagamento a ex-empregados e fornecedores. A Prefeitura de Alfenas encaminhou à Câmara Municipal um projeto de lei para autorização legislativa para realização da nova concessão.

O RP de Alfenas foi inaugurado em 2010 e é um dos quatro existentes no Sul de Minas. Também há unidades em Poços de Caldas, Lavras e Nova Rezende. O menor valor da refeição é cobrado pelo RP de Lavras a R$ 3,40. Os maiores em Poços de Caldas e Nova Rezende, onde a refeição é vendida a R$ 5,50. No entanto, em Poços de Caldas, quem tem carteirinha da Secretaria de Promoção Social paga R$ 2,00.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.