Postado em quarta-feira, 15 de maio de 2019 às 10:30

Mortandade de peixes vira alvo de investigação do MP

A mortandade de peixes criados em tanque-rede gerou prejuízo a piscicultores de Alfenas.


Da Redação

A mortandade de peixes, no último final de semana, será alvo de investigação pelo Ministério Público (MP). Somente um dos piscicultores perdeu mais de 50 toneladas de peixes, criados no Lago de Furnas, ocasionando prejuízos que chegam a quase R$ 1 milhão.

A Promotoria de Justiça foi acionada e deverá abrir um inquérito para investigar o caso. Laudos com a qualidade da água, pedidos pelo Ministério Público no começo do mês, já estão prontos. Esses documentos foram encaminhados para a Polícia Ambiental.

Uma denúncia por suspeita de contaminação já havia sido feita há cerca de três meses, quando também foi registrado mortandade de terapias criadas em tanque-rede.

Esgoto sem tratamento pode ser a causa da mortandade (Foto: Reprodução/EPTV)


“O que o Ministério Público vai fazer agora é instaurar uma investigação e a partir dessa investigação procurar identificar a causa mortis desses peixes e identificar um eventual autor do lançamento de efluentes no Lago de Furnas que tenha contaminado a água e provocado a morte desses peixes”, explicou o promotor de Justiça Fernando Ribeiro Magalhães Cruz em entrevista à EPTV.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) disse, em nota, que não tem responsabilidade na mortandade de peixes. De acordo com uma vistoria feita no último sábado pela Polícia Militar do Meio Ambiente, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) opera dentro da normalidade.

Já a empresa Furnas informou que não foram realizadas manobras de operação com potencial de provocar este fenômeno. A empresa ainda disse que monitora periodicamente a qualidade da água dos reservatórios. As informações foram divulgadas pelo G1.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.