Postado em segunda-feira, 22 de abril de 2019 às 23:11

Construção de 300 apartamentos populares entra em fase final

A obra iniciou em dezembro de 2017 e faz parte do Programa “Minha Casa, Minha Vida”.


Da Redação

As obras dos 300 apartamentos do novo Conjunto Habitacional no Jardim São Paulo estão na fase final de construção. Segundo o governo, já chega a 85% dos serviços concluídos, faltando acabamento, retoque interno, asfalto nos blocos do condomínio e jardinagem, além da arquitetura urbanística no local.

A obra iniciou em dezembro de 2017 e faz parte do Programa “Minha Casa, Minha Vida”, com investimento total de R$ 22,5 milhões, através de convênio com a Caixa Econômica Federal. Os recursos são liberados em contrato com a empresa responsável pela obra, a BM Engenharia Ltda.

A Prefeitura de Alfenas, por meio da Secretaria Municipal de Habitação e Participação Popular, espera que a conclusão dos trabalhos, prevista para o mês de junho, possa realizar brevemente a inauguração de mais um novo conjunto habitacional que será entregue aos novos beneficiários.

O Condomínio Tupã está sendo construído em um terreno na rua Emílio Pereira Esteves, no Jardim São Paulo. O local foi escolhido pela empresa responsável por identificar áreas adequadas para projetos de moradia, ocupando os chamados “vazios urbanos” – localidades inseridas em áreas com infraestrutura.


As 300 unidades, com 42m² cada uma, deverão ser construídas dentro do prazo de 18 meses (Foto: Ascom/Prefeitura de Alfenas)


De acordo com avaliações do governo, a instalação de unidades de moradias em vazios urbanos reduz o custo administrativo e contribui para a política de desenvolvimento da cidade, essa é mais uma preocupação de política social, sendo uma das prioridades da administração atual.

De acordo com a construtora BM Engenharia, as 300 unidades, com 42m² cada uma, deverão ser construídas dentro do prazo de 18 meses. Ao todo, serão 17 blocos, sendo um deles com 12 apartamentos e os demais com 18 unidades cada uma.

As prestações variam de R$ 80 a R$ 270, dependendo do contrato, e serão quitadas em 120 meses. Não há inserção de juros nesse período. Os beneficiários estão sendo escolhidos a partir de um cadastro social realizado pela Secretaria de Habitação e Participação Popular, com regras definidas em assembleia, obedecendo os critérios fixados pela CEF. Um desses critérios é que as famílias tenham renda de até R$ 1,8 mil.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.