Postado em segunda-feira, 18 de março de 2019 às 11:11
Atualizada em terça-feira, 19 de março de 2019 às 11:17

Escritor Renato Janine doa 300 livros de seu acervo para Alfenas

O filósofo e escritor esteve em Alfenas em 2018, quando se comprometeu a fazer a doação.


Alessandro Emergente

O escritor e professor de Filosofia da USP (Universidade de São Paulo), Renato Janine, doou para bibliotecas públicas localizadas em Alfenas 300 livros, que pertenciam ao seu acervo pessoal. Os livros possuem temáticas variadas que vão desde a Literatura até de Filosofia, Sociologia e Ciência Política.

Em 2018, Janine participou da Feira do Livro, realizada em Alfenas pela Secretaria de Educação e Cultura. Na época, se prontificou a fazer a doação dos livros. Na semana passada, Janine enviou ao ex-superintendente municipal de Cultura, Guilherme Abraão, com quem vinha mantendo contato, as obras.

Parte do acervo foi encaminhado à Biblioteca Municipal e, após os livros serem catalogados, devem ser disponibilizados aos frequentadores. São obras como “Política – para não ser idiota”, de Mário Sérgio Cortella, “A Princesa de Babilônia”, de Voltaire, “Cidade partida”, de Zuenir Ventura, entre outros títulos.

Acima, Janine durante sua participação na Feira do Livro em Alfenas. Abaixo, fotos dos livros doados (Foto: Divulgação)


Outras obras, com enfoque mais acadêmico, foram encaminhadas para a Biblioteca da Unifal (Universidade Federal de Alfenas). São livros com temáticas relacionadas a cursos ofertados pela Unifal, como sociologia e ciência política.

Além dos livros, também foram doados para Alfenas quase 100 DVDs originais. São todos nacionais, lançados em 2014. Esse material foi entregue a Unifal na tarde de segunda-feira.

A Biblioteca Municipal de Alfenas que recebeu parte da doação (Foto: Divulgação)


Janine foi ministro da Educação em 2015. Como escritor recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura em 2001, graças à obra "A Sociedade Contra o Social" (Editora Companhia das Letras), bem como foi condecorado com a Ordem Nacional do Mérito Científico, em 1998, e com a Ordem de Rio Branco, em 2009. Atualmente trabalha como colunista do jornal Valor Econômico, além de ser professor-titular da cadeira de Ética e Filosofia política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP).

O reitor Sandro Cerveira ao receber as obras das mãos de Abraão (Foto: Divulgação)



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.