Postado em domingo, 13 de fevereiro de 2011

Lito deixa grupo petista para seguir com Anastasia e Aécio

Alessandro Emergente

O presidente do PTB em Alfenas, Joselito de Souza (Lito), se desligou do grupo político petista de olho em 2014. Duas cartas (Leia aqui) encaminhadas no final de janeiro, uma ao prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT) e outra ao deputado estadual Pompilio Canavez (PT), explicam os motivos da mudança de rumo político.

Lito disse à reportagem do Alfenas Hoje que não há rompimento com os petista. Apenas decidiu seguir independente para manter coerência política, uma vez que manifesta apoio ao governador Antônio Anastasia e ao senador Aécio Neves, ambos do PSDB.

Em novembro do ano passado, Lito deixou a Secretaria de Turismo e Juventude – cargo que ocupava desde janeiro de 2009 – e em seu lugar assumiu Hemerson Lourenço de Assis (Sonzinho). Na época, Lito confirmou que assumiria como assessor do gabinete de Pompilio em Belo Horizonte, recém eleito deputado estadual. Neste período de transição ficou alocado como chefe de gabinete na prefeitura.

Lito alega que o desligamento é devido a postura de apoio ao grupo tucano que comanda o Estado. Diz, em carta enviada a Pompilio, que pretende “fazer fileira na militância” para conduzir Aécio Neves à presidência da República em 2014. “O que, naturalmente, passa pelo sucesso do mandato do professor Antônio Anastasia, a quem nutro respeito, simpatia e alinhamento ideológico”, afirma na carta.

A incoerência em aceitar integrar a equipe de assessores de Pompilio é, segundo Lito, o anúncio da bancada petista em liderar a oposição ao governo de Anastasia. Na carta, reconhece o papel do PT como oposição, mas entende que isso o colocaria em lado oposto aos dos tucanos.

Na carta encaminhada ao prefeito de Alfenas, recebida pelo secretário de Governo Antônio Carlos Esteves, Lito pediu a exoneração da Chefia de Gabinete. “Me coloco à disposição no que puder contribuir para o êxito do mandato conduzindo por Vossa Senhoria”, encerra a carta.

Segundo Lito, seu desligamento foi para manter coerência política. Diz acreditar que poderá caminhar com maior independência política para as eleições municipais de 2012.

LEIA MAIS:

Marcão deve filiar-se ao PSDB de olho nas eleições de 2012
Pompilio é empossado como novo deputado estadual de Minas

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.