Postado em domingo, 25 de março de 2018 às 22:10
Atualizada em segunda-feira, 26 de março de 2018 às 16:54

PCdoB repudia discurso de vereador em plenário

Alessandro Emergente

A direção do PCdoB em Alfenas classificou como “desrespeitoso” o discurso feito pelo vereador Tadeu Fernandes (PTC) em plenário referindo-se a legenda. Em uma nota, encaminhada à Câmara Municipal, o PCdoB repudia a fala do parlamentar na sessão do último dia 12. 

Na ocasião, o vereador usou a tribuna livre para fazer críticas ao governo devido o retorno ao quadro de funcionários da ex-secretária executiva de Meio Ambiente, Kátia Alvarez, com quem já protagonizou polêmicas. Chegou a classificar Kátia e o esposo, João Carlos Pereira, como “casal de terroristas psicológicos”. 

Ao criticar a manutenção de Kátia – filiada ao PCdoB - no governo, Tadeu Fernandes afirmou que a nomeação seria um compromisso político com o PCdoB e chegou a usar expressão “caçar sapo” ao referir-se a legenda. “Manda esse PCdoB caçar sapo”, disse na ocasião.

O discurso de Tadeu Fernandes foi repudiado pela direção do PCdoB (Foto: Alessandro Emergente/Arquivo)


O uso da tribuna livre não é um procedimento comum entre os vereadores, que podem durante a reunião legislativa manifestarem-se sobre assuntos de interesse público. Os parlamentares fazem as suas manifestações de suas mesas. Porém, Tadeu usou a tribuna como forma de chamar a atenção para a sua fala.

A nota


A nota é do dia 16 de março, quatro dias após o discurso, e foi endereçada à presidência da Câmara Municipal. No entanto, o documento não foi incluído na pauta da sessão do último dia 20, a reunião legislativa posterior ao discurso. Na pauta da sessão do dia 26, já divulgada no site da Câmara, o documento novamente não foi incluído para leitura em plenário.

Na nota, a direção do PCdoB nega qualquer influência na indicação de Kátia. Diz que trata-se de uma nomeação individual de quem, “como qualquer cidadão que tenha participado/apoiado seus candidatos”, tem direito de reivindicar.

O Partido Comunista do Brasil diz “repudiar veementemente a forma desrespeitosa” com que foi citado pelo vereador. A direção do PCdoB enfatiza que integrou a coligação que elegeu o atual governo, faz parte da base de apoio e espera um tratamento respeitoso de lideranças e demais legendas que integram a base de sustentação da atual gestão.

 

Em Tempo

 

 

Após a publicação da reportagem, a assessoria da Câmara Municipal informou que o documento deu entrada no Legislativo sem o pedido para leitura em plenário e, por isso, foi encaminhado diretamente para o gabinete do parlamentar citado no ofício. Ou seja, sem a inclusão na pauta da sessão legislativa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.