Alfenas Hoje - Hamburgão Lanches e Chapadão são os finalistas da Copa Máster
Postado em terça-feira, 23 de janeiro de 2018 às 14:02

Hamburgão Lanches e Chapadão são os finalistas da Copa Máster

Otávio Borba

O Hamburgão Lanches e o Acer Chapadão farão a grande final da Copa Máster de Futebol no próximo domingo (28) a partir das 9h30 no Estádio Rachid B. Saliba. As classificações vieram com vitórias nas semifinais realizada no último domingo.

O Hamburgão Lanches eliminou a Floricultura Jardim do Éden/Vale Verde ao vencer por 2 a 1. Já o Chapadão conquistou a vaga ao eliminar o Operário, com a vitória por 1 a 0. O último classificado para a semifinal foi o Hamburgão no último 14. Já o Operário conquistou a vaga depois que o Alfenense foi eliminado por irregularidades na inscrição de atletas.

No primeiro jogo, entre Hamburgão Lanches e a Floricultura Jardim do Éden/Vale Verde, foi muito bem disputada, onde o time comandado pelo treinador Sandro Vilela se mostrou mais presente e ousado. Já a Floricultura, do treinador Claudio Santos, mais na defensiva também ameaçava a meta defendida pelo goleiro Edmo. E por duas vezes, o lateral esquerdo Zé Rafael fez boa jogada e quase deixou a sua marca.

Em um bom jogo, o Hamburgão garantiu a vaga na final com a vitória por 2 a 1 (Fotos: Otávio Borba)


O primeiro gol veio em boa jogada do experiente lateral esquerdo João Paulo que deu passe “açucarado” para Thiaguinho "Serrania", livre de marcação, completar para o gol e fazer 1 a 0 para o Hamburgão, isso aos 17 minutos de jogo.

Aos 30 minutos, novamente o lateral João Paulo apareceu pela esquerda e cruzou na área. Quem aproveitou o bom passe foi o meio campista Claudinei, que bateu para o gol, sem chances de defesa para o goleiro Fábio Miller, fazendo 2 a 0 no marcador.

Um minuto depois, a Floricultura chegou com Marquinhos Pantera", que fez o cruzamento e Sérgio Ferreira cabeceou, livre de marcação, e fez o primeiro e único gol da sua equipe no jogo.

2˚ tempo

Na segunda etapa, a Floricultura buscou de todas as formas o gol de empate, mas parou nas boas atuações dos zagueiros do Hamburgão e na segurança do goleiro Edmo César. E foi também no setor de meio campo que o Hamburgão soube segurar o jogo, principalmente com Elivelton Rufino, que correu como um, adolescente.

Elivélton, do Hamburgão, e o goleiro Jeferson, do Chapadão, tiveram ótimas atuações (Fotos: Otávio Borba)


Elivelton cadenciou o jogo. Fez belas jogadas individuas e participou ativamente, também na marcação. Fez a diferença nesta partida com muito empenho e liderança. E ainda quase deixou a sua marca em bela cobrança de falta, quando a bola estourou no travessão do goleiro Fábio. E assim, o Hamburgão soube segurar o resultado contra o aguerrido time do treinador Cláudio dos Santos. A arbitragem foi de Rodrigo Santos, sendo auxiliado por Daniel Santana e Juraci Bispo das Virgens.

O Hamburgão Lanches venceu com Edmo César, Luciano Ratinho, Fábio Silvério, Juvenil e João Paulo, Alexandre Régis, Marcelinho, Claudinei e Eliventon Rufino, Thiaguinho "Serrania" e Daniel "Garrafão". No banco, o treinador Sandro Vilela contou com Cleber Cunha, Neder, Luciano Dias, Marcelo Rocha, Marcelo Fernandes, Toninho "Chiclete", Vanderley Lemos e Rodriguinho.

A Floricultura Jardim do Éden perdeu com Fábio Miller, Cleiton Augusto, Cleiton Donizete, Egnaldo Batista e Zé Rafael, Ferando, Alessandro "Fumaça", Cirley Brás e Marquinho "Pantera", Lelo e Sérgio Ferreira. No banco, o treinador Claudio dos Santos contou com Marcelo Reis, Eduardo Ruela, Gladisson Brás, Marquinho, Amanso Júnior e Danilo Henrique
.

Chapadão bate Operário

E no jogo de fundo, uma partida também bastante movimentada e bem disputada. O Chapadão, comandado por Alessandro Pena e Itamar Borges, tomou a iniciativa do jogo. Mostrou se mais atento, principalmente no setor de meio campo.

Aos 11 minutos, o zagueiro Edinho cometeu pênalti no atacante Ricardo, o Cacá. Bem posicionado, o árbitro Douglas Rabelo mandou para marca da cal. O atacante Deninho foi o encarregado da cobrança e balançou a rede do goleiro Kleber Augusto, fazendo 1 a 0 no marcador para o time do bairro da Chapada.

O Chapadão garantiu o 1 a 0 no placar e fará a grande final (Foto: Otávio Borba)


O Operário, embora tentasse, não se encontrava. Precipitado, o time do treinador Leandro Jacaré e do presidente, Jarbas Soares, não se encontrava. Os atacantes Gibi e Alexandre Bernardes não falavam a mesma língua e a bola chegava “quadrada” até ele, facilitando a marcação para o Chapadão.

Aos 40 minutos, outra penalidade. Ricardo Oliveira, o Cacá, escapou pela esquerda e quando tentou o cruzamento, a bola tocou no braço de Edinho. Novamente bem posicionado, o árbitro Douglas Rabelo marcou pênalti. De novo, o atacante Deninho foi para a cobrança e tocou no canto; o goleiro Kleber Augusto foi bem para a bola e fez a defesa.

Na segunda etapa, mesmo com várias alterações, o clube celeste não conseguiu chegar ao empate. O goleiro do Chapadão, o jovem Jefferson, se apresentou bem.

O Operário não conseguiu o empate e ainda enfrentou contragolpes do Chapadão (Foto: Otávio Borba)


O Operário bem que tentou o empate, mas pouco criou e quando o fez, o jovem goleiro do Chapadão aparecia bem, mostrando segurança e tranquilidade. Aos 30 minutos, quase o Operário chegou quando após cruzamento na área, Helton de cabeça, acertou o travessão de Jefferson.

Enquanto isto, o Chapadão se mostrava perigoso nos contragolpes, e o goleiro Ailton - que substitui a Kleber no intervalo - teve trabalho, ora com o individualista Deninho, ora com Ricardo. Mas o placar persistiu mesmo no 1 a 0 para o Chapadão. Arbitragem de Douglas Rabelo, auxiliado por Daniel Santana e Juraci Bispo das Virgens. Na súmula dos dois jogos, Wânia Florêncio.

O Clube Esportivo Operário perdeu com Kleber Augusto, Reginaldo, Cleitão, Edinho e Catiti, Bibi, Sérgio Henrique, Reinaldo e Helton,. Alexandre Bernardes e Gibi. O treinador Leandro Jacaré contou na suplência com Ailton, Viola Luciano, Evandro, Tokinho, Baiano e Paulo César Coelho.

O Acer Chapadão venceu com Jefferson, Sirleizinho, Adinaldo, Douglas Soares e Douglas "Pereréca", Vanizio, Glauber Santana, Guinho e Michel Douglas, Ricardo "Cacá" e Deninho. No banco, o treinador Alessandro Pena contou com Cleitinho Alves, Linderley, Carlos Valdir, Luciano Rosa, Lico e Iti.








   
   
COMENTÁRIOS

0 Comentários


Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


Comentar essa Notícia
 
 
 
 
   
   
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2018 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos