Postado em segunda-feira, 30 de outubro de 2017 às 16:04

Boletim de ocorrência acusa agressão de secretária à servidora

Alessandro Emergente

Um boletim de ocorrência, registrado na manhã desta segunda-feira, acusa uma suposta agressão da secretária executiva de Meio Ambiente e Limpeza Pública, Kátia Alvarez Rodrigues, a uma outra servidora. A vítima Vera Lúcia Cândido, coordenadora do Velório Municipal, teria sido empurrada dentro da Prefeitura de Alfenas, batido com a cabeça no solo e desmaiado. Ela foi levada para o Hospital Santa Casa.

As duas servidoras são comissionadas, ou seja cargos de confiança. Vera responde pelo Velório Municipal que chegou a ser coordenado por um funcionário diretamente subordinado a Kátia no início da gestão.

Mas após gravações, que levantavam suspeitas de favorecimento de jazigos a uma família, se tornarem públicas e o caso ser denunciado no Ministério Público (MP), o governo decidiu fazer mudanças no organograma. Vera assumiu a Coordenação do Velório Municipal. A relação entre ela e Kátia nunca foi considerada boa.
 
O episódio

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado nesta segunda-feira, Vera foi até a Prefeitura de Alfenas para resolver “pendências administrativas”. Ao passar pela recepção, Vera teria sido xingada por Kátia e pelo esposo dela, João Carlos Pereira, segundo a versão apresentada pela vítima.

A coordenadora do Velório Municipal chegou a desmaiar após a queda provocado por um empurrão (Foto: Facebook/Reprodução)


Ainda segundo a sua versão, Vera diz que tentou ignorar os ataques verbais e, ao virar as costas, foi empurrada, caindo e batendo a cabeça no solo. Ela desmaiou e foi acordada por outros funcionários que estavam no local.

Vera afirmou a Polícia Militar que não viu quem a empurrou. Mas que testemunhas afirmaram a ela ter sido Kátia a agressora. Um servidor, que testemunhou junto a PM, disse que ouviu Kátia atacando verbalmente a vítima e que, em seguida, a empurrou. O servidor é Adalberto Bernardes, 57 anos, que acompanhava Vera. A confusão, segundo ele, começou após estacionar o veículo em local que teria sido questionado por Kátia.

Outro lado

No boletim de ocorrência não há a versão de Kátia, que – segundo a PM – não foi localizada após a confusão. A reportagem do Alfenas Hoje entrou em contato com a secretária executiva no início da tarde para que ela apresentasse a sua versão.

Kátia nega que houve agressão a Vera e diz que houve um “bate boca”, tendo sido ofendida com xingamento de “vagabunda” durante a discussão. Ela disse ainda que a coordenadora do Velório Municipal se jogou, simulando uma agressão.

A secretária executiva de Meio Ambiente nega que tenha empurrado a coordenadora do Velório (Foto: Facebook/Reprodução)


Na avaliação da secretária executiva, o problema está relacionado ao fato de que a Coordenação do Velório Municipal é subordinada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente e que a responsável pelo setor não estaria “dando conta do serviço”. Porém, a Lei Municipal (n˚ 4.097/2008) que normatiza a estrutura administrativa do governo estabelece que serviços funerários são subordinados à Secretaria de Desenvolvimento Social.

Nas últimas sessões legislativas, alguns vereadores cobraram a limpeza dos cemitérios, uma vez que estaria próximo do Dia de Finados, 2 de novembro. Diante disso, Kátia diz ter realizado um mutirão nos quatro cemitérios com 32 funcionários da Secretaria de Meio Ambiente e apoio de uma equipe com 10 funcionários da Alfenas Ambiental para trabalhos externos. Ela atribui o problema a Coordenação do Velório, responsável pela gestão dos cemitérios.

Outras polêmicas


Kátia já protagonizou outras desavenças com integrantes do governo. Em agosto, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Carlos Miguel dos Anjos, chegou a registrar um boletim de ocorrência acusando-a de difamação. A ocorrência também tem como autor o servidor Itamar Silva, que atuou nas Secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Meio Ambiente.

O ex-secretário de Meio Ambiente e Limpeza Pública, Waldecyr Pereira, deixou o comando da Secretaria após desentendimentos internos. Em julho, investigadores da Polícia Civil acusaram a secretária executiva de desacato após cumprirem uma diligência na Secretaria de Meio Ambiente.








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

18 Comentários

Comentar essa Notícia
 
Carregar mais comentários
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos