Postado em sábado, 18 de junho de 2016 às 12:19

Governo faz nova tentativa para elevar unidade da PM de Alfenas em Batalhão

 Da Redação

Uma nova tentativa para elevar a 18ª Companhia da Polícia Militar Independente de Alfenas em Batalhão foi feita pelo governo. O comandante geral da PM em Minas Gerais, coronel Antônio Badaró Bianchini, recebeu um grupo de autoridades políticas de Alfenas para ouvir a demanda.

Na reunião, realizada no último dia 15, em Belo Horizonte, o comandante recebeu o prefeito Maurílio Peloso (PDT), acompanhado pelo secretário municipal de Defesa Social, Leonardo Vilela, e do deputado estadual Emidinho Madeira (PSB).

As tentativas para transformar a Cia da PM em Batalhão tem ocorrido desde as gestões anteriores, quando foram realizados, na época, solicitações junto ao comando da PM. Um passo foi dado no processo de elevação da unidade com a nomeação de um tenente-coronel para o comando da 18ª Cia da PM em janeiro de 2015. Até então, a unidade era comandada por major. 

De acordo com Madeira, a reunião tratou dos problemas que envolve a segurança pública em Alfenas, que figura entre as mais violentas do Estado, ocupando a 21ª posição em índice de criminalidade, segundo dados da própria corporação.

"Situação grave", admite prefeito

Maurílio considera a situação é muito grave e se dispôs a colaborar em conjunto com o governo do Estado para busca de alternativas. Uma das medidas já anunciadas pelo governo local foi iniciar o processo de armamento da Guarda Civil Municipal (GM). Os exames psicotécnicos já foram feitos e a GM aguarda o resultado para verificar quantos dos 38 GMs poderão iniciar o treinamento. 

Na pauta de reivindicações estão, principalmente, o aumento do efetivo, que atualmente são 90 policiais militares em atividade, segundo a assessoria do deputado Emidinho Madeira. Para o prefeito seriam necessários mais 60 policiais para atender a cidade, porém o aumento no efetivo só será possível com a transformação da companhia local em Batalhão.

Para isso é necessário que o espaço físico seja readequado, ação que o prefeito de Alfenas se dispôs a fazer, “dentro das condições financeiras” da administração. Outra alternativa apontada, de efeito mais rápido, é a contratação dos excedentes no último concurso, solução que ficou de ser verificada.

Aumento imediato de efetivo é descartado

Segundo o coronel Bianchini, que tem amplo conhecimento da situação em Alfenas, não existe a possibilidade de aumento do efetivo de imediato, mesmo porque não há policiais disponíveis no quadro da PM. Para o comandante geral, é preciso realizar novo concurso público, que já foi autorizado pelo governo. Ele também disse que no último concurso não foi possível preencher o número de vagas e, em breve, deverá ser realizado nova seleção.

“Não tenho dúvida de que Alfenas terá o seu Batalhão e poderá oferecer mais segurança pra região. Sabemos que este é um problema muito sério, que tem afetado muitas cidades, mas é preciso nos unirmos para defender nossa sociedade o quanto antes”, disse o deputado, que também protocolou mais um ofício solicitando a reativação do posto policial no distrito de Cavacos, em Alterosa. O cel. Bianchini destinou memorando ao comando regional para aumentar as operações policiais no distrito.

O prefeito Maurílio Peloso, o secretário municipal Leonardo Vilela (Defesa Social) e o deputado Emidinho Madeira se reuniram com o comandante geral da PM, coronel Bianchini (Foto: Divulgação/Assessoria do deputado Emidinho Madeira) 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.