Postado em terça-feira, 19 de junho de 2012 às 18:57

Quatro candidatos à prefeitura de Alfenas já têm seus vices

Alessandro Emergente

Já estão definidas as quatro chapas que vão para a disputa da prefeitura de Alfenas em outubro. As candidaturas ainda serão confirmadas nas convenções partidárias, mas a definição dos vices, que ainda eram incertas, em três das quatro chapas foi na semana passada.

Como adiantou o Alfenas Hoje no final de semana, o ex-reitor da Unifal (Universidade Federal de Alfenas), Antônio Martins de Siqueira (PSD), conhecido como Tonhão, será o vice do prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT) que buscará a reeleição.

O presidente do PSDB, Wilson Silveira, será o vice na chapa encabeçada por Marcos José Duarte (Marcão/PPS), enquanto José Lito de Souza (PTB) será o vice na chapa encabeçada pelo ex-prefeito José Wurtembeg Manso (Beg/PSL). A chapa encabeçada por Maurilio Peloso (PDT), tendo Décio Paulino (PR) como vice, já estava definida desde o início do ano.

Decisão dos Tucanos

A decisão de Silveira em compor a chapa encabeçada por Marcão foi após ver frustrada a tentativa de uma aliança entre os oposicionistas. Segundo informou à reportagem do Alfenas Hoje, desde o início do ano os grupos de oposição vinham discutindo a possibilidade de união entre as candidaturas de Marcão e Peloso, mas sem sucesso. “Tivemos dificuldades e não conseguimos esta unidade”, declarou.

Fotos: Arquivo

Wilson Silveira (PSDB) será o vice da chapa encabeçada por Marcão (PPS)
que parte para a sua terceira disputa à prefeitura de Alfenas

A própria união entre Lito e Beg também dificultou uma composição mais ampla na avaliação do tucano. Devido à proximidade com o prazo final para as convenções partidárias (que termina dia 30) o PSDB decidiu, na semana passada, caminhar na chapa encabeçada pelo PPS.

Silveira confirma que o PSDB chegou a conversar com os petistas sobre uma “dobradinha” encabeçada pelo atual prefeito. O discurso para uma união entre petistas e tucanos passava pela maior facilidade para liberação de recursos federais e estaduais, uma vez que os governos estadual e federal são comandados pelo PT e PSDB, respectivamente.

Fotos: Arquivo

O ex-reitor da Unifal, Antônio Martins de Siqueira (PSD), foi o escolhido para compor
a chapa encabeçada pelo prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT)

Além disso, o PT atrairia para a base um partido da oposição, reduzindo o leque de alianças dos oposicionistas em um partido “chave”. Silveira diz que, devido a uma decisão partidária, a aliança acabou não vingando.

Silveira foi vereador de 1983 a 1988. Nos dois primeiros anos chegou presidir a Câmara, sendo vice-presidente no biênio seguinte e líder do governo de 1987 a 1988, durante a gestão do ex-prefeito Hesse Luiz Pereira, hoje vereador pelo PSDB.

Fotos: Arquivo

Décio Paulino (PR) já havia decidido, desde o início do ano, ser vice na chapa que
tem o ex-vice-prefeito Maurilio Peloso (PDT) a frente
 

Wilson Silveira também foi chefe de gabinete na última gestão de Hesse, de 1997 a 2000. Ele é pai dos cantores Rogério Flauzino (vocalista do Jota Quest), Wilson Sideral e Flávio Landau.

Lito vice de Beg

Outro vice já definido é o de Beg. Lito, que havia colocado seu nome como pré-candidato a prefeito, decidiu compor a chapa com o ex-prefeito. Diz que a composição faz parte de um projeto que inclui o apoio de Beg a sua candidatura em 2016, caso a chapa saia vencedora.

Lito também se colocou como pré-candidato a prefeito em 2008, mas desistiu e acabou apoiando a reeleição do ex-prefeito Pompilio Canavez (PT). Passou a ocupar a Secretaria de Juventude e Turismo e deixou o governo no início do ano passado para aderir a oposição

No início de 2010, Lito voltou a se colocar como pré-candidato, desta vez a deputado federal. Mas novamente decidiu recuar. 

Fotos: Arquivo

Joselito de Souza (Lito/PTB) desistiu de sua candidatura para ser vice do ex-prefeito
José Wurtembeg Manso (Beg/PSL) que tentará o retorno à prefeitura

Lito, que é graduado em Direito e História, iniciou a trajetória na política participando de movimentos sociais do PCdoB no final da década de 70. Em 1981, participou da fundação do PT de Alfenas. Chegou a ser candidato a prefeito de Alfenas em 1996, mas um ano depois deixou o partido. Passou pelo PSB até filiar-se ao PTB.

>>Você gostou da definição das chapas para concorrer à
prefeitura de Alfenas? Participe da nova enquete na página principal do portal! 








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

78 Comentários

Comentar essa Notícia
 
Carregar mais comentários
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










COLUNAS


Lava Jato
O silêncio dos inocentes. Inocentes?
Daniel Murad Ramos
Em debate
Shows do Aniversário de Alfenas
Leonardo Miranda
Democracia
O cair das máscaras
Daniel Murad Ramos
Todos Colunistas do Alfenas Hoje

Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos