Postado em sábado, 23 de junho de 2018 às 14:02

Motorista bate em canteiro central e danifica homenagem a Índio Cachoeira

A “Ghost bike” (ou bicicleta fantasma) em memória do violinista foi danificada.


Da Redação

Um motorista bateu, durante a madrugada deste sábado, em um canteiro central da Mão Inglesa da Praça Dr. Emílio da Silveira e danificou uma homenagem feita ao músico José Pereira de Souza, o Índio Cachoeira, que morreu em abril no mesmo local. A “Ghost bike” (ou bicicleta fantasma) em memória do violinista foi danificada.


O motorista do carro, um Fiat Uno, fugiu do local, abandonando o veículo. A Polícia Militar, ao identificar a propriedade do automóvel pelo sistema informatizado, verificou se tratar de um homem de 30 anos. Os PMs foram até a casa desse suspeito, no bairro Por do Sol II, mas a residência estava fechada. A Guarda Civil Municipal (GCM) também participou da ocorrência em apoio a PM.

O acidente foi registrado durante a madrugada de sábado. O motorista fugiu e abandonou o carro no local

 
A placa do veículo - que ficou com a frente bastante danificada - se soltou com o impacto e ficou caída próxima a “Ghost bike”. De acordo com a PM, duas placas de sinalização também foram atingidas. O caso foi registrado por volta das 2h30 da manhã, pouco mais de dois meses após a homenagem a Índio Cachoeira. O automóvel foi apreendido.

O músico morreu, no início de abril, após um acidente de trânsito no local. Um grupo de pessoas resolveu fazer uma homenagem a Índio Cachoeira e alertar os motoristas sobre os riscos no trânsito e colocaram a bicicleta usada por Cachoeira no canteiro central da Mão Inglesa, inaugurando a primeira “Ghost bike” de Alfenas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.