Postado em quinta-feira, 12 de abril de 2018 às 10:10

Sem ser finalizada, parceria de Erasmo e Milton fica fora do disco do ´Tremendão´

Erasmo Carlos deixou praticamente pronto um álbum com músicas inéditas que será lançado em meados deste ano de 2018.


 Antes de se internar na semana passada em hospital da cidade natal do Rio de Janeiro (RJ), para cirurgia urgente em que implantou marca-passo para regularizar os batimentos cardíacos, Erasmo Carlos deixou praticamente pronto um álbum com músicas inéditas que será lançado em meados deste ano de 2018.

Neste disco, produzido por Pupillo sob direção artística de Marcus Preto, o cantor, compositor e músico carioca abre parcerias com colegas como o rapper paulistano Emicida (com quem fez a música Termos e condições) e o mineiro Samuel Rosa (com quem compôs Novo sentido).

Contudo, uma das parcerias mais inusitadas do repertório – a que promoveria o encontro autoral do Tremendão com Milton Nascimento – acabou não sendo finalizada a tempo e saiu do disco de Erasmo. De acordo com informação da gravadora Som Livre, a inédita parceria poderá ser usada mais tarde em projeto de Milton.

Anunciado oficialmente em dezembro com a edição do single com a música Não existe saudade no Cosmos, de autoria do compositor baiano Teago Oliveira (do grupo Maglore), o 31º álbum de Erasmo Carlos foi gravado com o toque de banda formada por Bruno Di Lullo (baixo), Carlos Trilha (sintetizadores), Guilherme Monteiro (guitarra e violão), Luiz Lopez (violão de aço e vocais) e Pedro Dias (baixo e vocais), além do produtor Pupillo no toque da bateria.


A compositora gaúcha Adriana Calcanhotto forneceu a canção Seu sim, gravada com o toque do violão da autora. O repertório também inclui Amor é isso, música assinada somente por Erasmo Carlos.




Fonte:G1