Postado em quinta-feira, 21 de dezembro de 2017 às 10:10
Atualizada em sexta-feira, 22 de dezembro de 2017 às 10:54

Cruz Preta, Pinheirense e Chapadão faturam títulos da Copinha

Otávio Borba

O Pinheirense e o Chapadão sagraram-se campões da Copa Alfenas de Futsal (Copinha) nas categorias sub-15 e sub-17, respectivamente. Já a Cruz Preta faturou dois títulos da Copinha: no sub-11 e no sub-13. As finais foram na noite de quarta-feira no Ginásio Municipal Tancredo Neves.

Na categoria sub-11, os meninos da Escolinha Cruz Preta fizeram 6 a 2 na Associação Esportiva Vila Esperança, com gols de Igor Mota (2) Carlos Souza (2), Carlos Eduardo e Kelvin (contra). Otair Claudino e Marcos Paulo descontaram para a equipe comandada pelo treinador Edu, ex-jogador do Alfenense. Nesta categoria, Ramiro, da Cruz Preta, recebeu o troféu de goleiro menos vazado.

E no sub 13, novamente a Escolinha Cruz Preta - comandada por Rodrigo Terra, Carlinhos Vardemá, Rafael Coca e Rogério Carvalho - venceu o Pinheirense Futsal pelo placar de 4 a 0, com gols de Gabriel Carvalho (3) e Carlinhos. Gabriel Saconni foi o goleiro menos vazado com apenas 2 gols.

Sub 15 deu empate e Pinheirense ganhou nos pênaltis

E a Escolinha Cruz Preta teve o seu primeiro revés na noite quando empatou em 2 gols com o Pinheirense Futsal. Jogo bastante disputado e cheio de emoções. Brenno Aparecido, ala do Pinheirense, foi o nome deste jogo. Marcou com eficiência e saiu com inteligência e ousadia para o jogo. E deixou a sua marca em um golaço do meio da quadra.

Em cobranças de pênaltis, Chapadão garantiu o título (Foto: Otávio Borba)


Ryan Cordeiro foi o outro jogador do time comandado por Márcio Dunga a marcar e empatar o jogo. João Vitor e Renato Fernandes marcaram para a Cruz Preta. E nas cobranças de pênaltis, vitória do Pinheirense por 3 a 2.

Brilhou a estrela do goleiro Diogo, mas Samuel Carvalho, da Escolinha, recebeu o troféu de menos vazado e o artilheiro foi Lucas Carvalho, com 7 gols.

Chapadão arranca empate e é campeão nos penais no sub-17

Outro jogão de futsal aconteceu no sub-17, onde a Escolinha Cruz Preta fez um excelente primeiro tempo e abriu 2 a 0 no marcador. André Pipoca abriu o marcador em chute indefensável batendo o goleiro Léo Alves que já fizera duas excelentes intervenções antes de tomar o primeiro.

E numa falha de marcação do sistema defensivo do Chapadão, o canhoto Samuel Carvalho encheu o pé e fez 2 a 0 .Mostrou mais gana e força na etapa inicial a Cruz Preta.

Equipes são premiadas na competição organizada pela Secretaria de Esporte e Lazer de Alfenas (Fotos: Otávio Borba)


Já no início do segundo tempo, André Pipoca teve a chance de fazer o terceiro gol em pênalti feito por Luiz David em Patrick Alves. Mas, Pipoca bateu mal e para fora. Com isto, se animaram os comandados do treinador Carlos Henrique, o Iti. Em falha de marcação em cobrança de escanteio, Matheus "Coruja", sempre oportunista, fez o primeiro da reação do Chapadão. Em seguida, foi a vez do ala Pedro Henrique encher o pé e estufar a rede do goleiro da Cruz Preta, fazendo 2 a 2 no marcador.

Com este placar a decisão também foi para a penalidades. Vitória do Chapadão pelo placar de 3 a 2. A arbitragem foi de Luciano Fernando e Vinicius Vignólli. Na mesa, Everton Binga e Luciano Assumpção.

O artilheiro do sub-17 foi Matheus "Coruja", com 12 gols e o goleiro menos vazado, Léo Alves que levou apenas 2 gols. A competição foi promovida e organizada pela Secretaria de Esporte e Lazer de Alfenas.

 

Correção

O artilheiro da categoria sub 11 foi Igor Mota (Cruz Preta), que marcou 11 gols. A reportagem errou ao informar inicialmente que o artilheiro da sub 11 havia sido Gabriel Carvalho, da Cruz Preta. Na verdade, Gabriel foi artilheiro da sub 13, com 9 gols.

NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.