Alfenas Hoje - Escola da Ponte vira modelo para nova versão do programa “Cidade Escola”
Postado em quarta-feira, 11 de janeiro de 2017 às 23:11

Escola da Ponte vira modelo para nova versão do programa “Cidade Escola”

Alessandro Emergente

Autonomia no aprendizado e na construção do próprio currículo. É essa a proposta da nova versão do programa “Cidade Escola”, que busca inspiração num modelo alternativo de ensino, a Escola da Ponte, em Portugal.

O programa é visto pelo novo governo como a principal iniciativa, buscando atingir um público que vai além dos muros escolares. As ações não se limitarão apenas aos alunos matriculados na rede pública e particular de ensino. Mesmo quem não frequenta mais a escola também poderá participar das ações do programa.

Na avaliação do vice-prefeito, Eliacim do Carmo Lourenço (PCdoB), que também é educador, levar as ações do “Cidade Escola” para além dos “muros da escola” é a grande inovação.

A secretária de Educação, Valéria Albino, o prefeito Luizinho e o vice-prefeito, Eliacim do Carmo Lourenço (Foto: Alessandro Emergente)


As atividades serão abertas a qualquer membro da comunidade que se interesse por ampliar o conhecimento. O governo ainda não tem o cálculo exato, mas pelas projeções cerca de 20 mil pessoas deverão se envolver com as ações do programa, incluindo atividades de ensino, cultural, esportivas e de lazer.

O prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT), que recebeu a reportagem do AH no seu segundo dia à frente do governo, explicou que o programa vai conectar as diferentes redes de atendimento, incluindo programas como os PSFs (Programas Saúde da Família) e Cras (Centro de Referência de Assistência Social), por exemplo.

Escola da Ponte


A nova versão do programa “Cidade Escola” busca inspiração na Escola Básica da Ponte, uma instituição pública de ensino em Portugal. A instituição, criada em 1976, priorizou a autonomia dos estudantes na busca pelo conhecimento, possibilitando a ele a construção da própria trajetória de aprendizado.

“As crianças que sabem ensinam as crianças que não sabem. Isso não é exceção. É a rotina do dia a dia. A aprendizagem e o ensino são um empreendimento comunitário, uma expressão de solidariedade”. O raciocínio, do educador Rubem Alves (autor do livro "A Escola com que Sempre Sonhei sem Imaginar que Pudesse Existir"), resume um pouco o modelo adotado.

Segundo o projeto educativo, a escola tem como pedagogia o “Fazer a Ponte”, que visa a formação de pessoas autônomas, responsáveis, solidárias, mais cultas e democraticamente comprometidas na construção de um destino coletivo e de um projeto de sociedade que potencialize a afirmação das mais nobres e elevadas qualidades de cada ser humano.

Estratégia


Em dezembro, Luizinho, acompanhado de sua equipe, realizou uma conferência, via Skype, com o educador português José Pacheco. Foi um dos passos para adequação da ideia para construção do novo programa.

O projeto “Cidade Escola” tem sido construído a partir da concepção da Escola da Ponte, fugindo do modelo tradicional. Ao invés do espirito competitivo, a ideia do projeto é potencializar o conceito de solidariedade entre as pessoas.

O conhecimento adquirido no decorrer da vida é valorizado e serve como indutor para as temáticas e conteúdos. A ideia é somar integradores culturais e educadores formais num processo amplo de aprendizagem.

As ações culturais e de lazer também integram as ações do programa como forma de estimular as relações sociais. Carlos Virgílio Saggio (Padre Saggio) é o responsável pela coordenação das atividades festivas. Estão previstas apresentações culturais semanais.








   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

13 Comentários

Comentar essa Notícia
 
Carregar mais comentários
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia








COLUNAS


Democracia
O cair das máscaras
Daniel Murad Ramos
Literatura
O Documentarista
Leonardo Miranda
Política
A importância da resistência
Daniel Murad Ramos

Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos