Postado em quarta-feira, 27 de maio de 2015 às 16:38
Atualizada em quarta-feira, 27 de maio de 2015 às 21:27

Empresário e Sindicato discordam sobre horário de fechamento aos sábados

O espaço usado para mostrar a diferença de posicionamento foi a tribuna da Câmara nas últimas duas últimas sessões legislativas.


 Da Redação

Empresários e representantes dos comerciários têm posições divergentes sobre a regulamentação do funcionamento do comércio aos sábados. O espaço usado para mostrar a diferença de posicionamento foi a tribuna da Câmara Municipal nas últimas duas últimas sessões legislativas.

Um projeto de lei, fixando o fechamento do comércio às 13h de sábado, chegou a ser apresentado pelo vereador Francisco Rodrigues da Cunha Neto (Prof. Chico/PDT), presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Alfenas). A proposição foi feita a partir do resultado de uma enquete no site da entidade. 

Mas, o projeto foi retirado de tramitação e só deve retornar após uma reunião marcada pela Acia para a próxima sexta-feira (29). Desse encontro sairá o posicionamento oficial dos associados, por meio da entidade que representa o setor. A tentativa é para que haja um consenso.

Falas na tribuna

Na última segunda-feira, o empresário José Alvarez Rocha Vieira usou a tribuna da Câmara Municipal para defender o horário livre para os estabelecimentos comerciais e o não fechamento às 13h como estava no projeto original.

Alvarez argumentou que o encerramento do expediente mais cedo causará ainda mais queda nas vendas. “As pessoas já estão deixando de gastar no comércio de Alfenas e indo aos shoppings da região. Precisamos trazer os clientes de volta”, comentou ele que citou cidades, como Três Pontas, em que houve redução nas vendas por causa do fechamento das lojas aos sábados às 13h.

O empresário ainda disse que se o comércio de Alfenas tivesse um horário parecido com os de shoppings, o número de trabalhadores seria o dobro dos atuais 5 mil comerciários.

Se dirigindo ao presidente da Acia, pediu que medidas judiciais sejam adotadas contra o presidente do Sindecom (Sindicato dos Empregados do Comércio de Varginha e Região), Joel Vieira, que na semana passada usou a tribuna e afirmou que os empresários alfenenses não cumprem a legislação trabalhista.

Na semana passada, o sindicalista defendeu a regulamentação do horário de fechamento do comércio aos sábados. Disse que, em uma pesquisa junto ao site do Ministério do Trabalho, verificou que Alfenas conta com aproximadamente 5.200 trabalhos formais. Segundo ele, 70% desses trabalhadores são mulheres e que são prejudicadas pela carga horária excessiva nos finais de semana.

Segundo a assessoria da Câmara Municipal, além dos comerciários e empresários, está prevista a presença de um consumidor para utilizar a Tribuna Livre na próxima semana.

Em Tempo

A direção do Sindecom divulgou uma nota convidando os trabalhadores do comércio para que compareçam a reunião legislativa de segunda-feira. A ideia é que os comerciários façam pressão popular junto aos parlamentares para que aprovem a regulamentação do horário de fechamento do comércio aos sábados.

Na sequência,  o empresário José Alvarez Rocha Vieira e o presidente do
Sindecom (Fotos: Ascom/Câmara Municipal de Alfenas)



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.