Postado em terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Em 1º turno, vereadores autorizam implantação da Zona Azul

A Câmara Municipal aprovou, em primeira votação, o projeto de lei que cria a “Zona Azul” em Alfenas.


Alessandro Emergente

A Câmara Municipal aprovou, em primeira votação, o projeto de lei que cria a “Zona Azul” em Alfenas. A votação aconteceu na noite desta segunda-feira e teve apenas um voto contrário a proposição que, para entrar em vigor, precisa de autorização legislativa.

A proposta de criar o sistema de estacionamento rotativo na região central da cidade começou a tramitar em junho de 2010 e somente 20 meses depois está sendo decidida. 

Um dos motivos da resistência é a cobrança de uma taxa dos motoristas por utilizarem um espaço público para estacionarem seus veículos. Tanto o valor da taxa quanto a delimitação exata da área que integrará a chamada “Zona Azul” ainda terão que serem definidos pela prefeitura através de decreto.

Antes, porém, o projeto de lei que autoriza a criação do sistema rotativo tem que ser novamente votado pelos vereadores. A votação em segundo turno será na próxima segunda-feira, dia 13.

Foto: Alessandro Emergente

"Zona Azul" é aprovada em primeira votação na Câmara Municipal

A tendência é que o resultado seja confirmado, uma vez que apenas o vereador Enéias Resende (PRTB) foi contrário a medida. Apesar de votar contra o projeto, o parlamentar admitiu a necessidade de criação de “algum mecanismo” para evitar o caos no trânsito na região central da cidade.

Falta de Vagas

A falta de vagas para estacionar na região central, o que vem se agravando com o aumento da frota de veículos nos últimos anos, motivou a elaboração da proposta. Mas o modelo a ser adotado gera discussões. 

Foto: Henrique Higino/Arquivo

Falta de vagas para estacionar é agravada com o aumento da frota de veículos

Uma das questões que terá de ser definida é a forma de gerenciamento do sistema. A Acia (Associação Comercial e Industrial de Alfenas) chegou a manifestar interesse em administrá-lo. Porém, pelo texto do projeto, a prefeitura poderá optar por uma concessão pública a alguma empresa privada mediante processo de licitação. 

Com a cobrança, a tendência é que haja uma rotatividade de veículos nos estacionamentos públicos, como no entorno da Praça Getúlio Vargas, e permita um fluxo maior de automóveis.

Outra Tentativa

No mandato passado, comandado pelo então prefeito Pompilio Canavez (PT), houve uma tentativa de aprovar um projeto semelhante, que também estabelecia a “Zona Azul”. Porém, a proposta foi rejeitada em março de 2008. 

“Essa problemática certamente é fruto de um processo de modernização e desenvolvimento pelos quais passa o nosso município, sendo, pois, dever desse Poder Executivo regulamentar essa situação fática a fim de proporcionar aos munícipes melhor qualidade de vida e lhes proporcionar bem estar”, disse o prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT) na justificativa do projeto quando o enviou à Câmara Municipal.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.