Postado em sábado, 3 de agosto de 2019 às 08:11

Por que viajar faz bem ao cérebro

A exposição a novos ambientes e experiências sempre representa um desafio, o que aumenta a plasticidade mental


 Acredite: mesmo o mais sedentário dos seres humanos tem uma faísca de espírito aventureiro dentro de si. Afinal, a humanidade chegou até aqui porque nossos antepassados eram nômades – e essa natureza itinerante, que faz parte da nossa bagagem, pode ser considerada um elixir da juventude!

A exposição a novos ambientes e experiências sempre representa um desafio, o que aumenta a plasticidade mental, isto é, a capacidade do cérebro de ampliar suas fronteiras, de se reinventar. Por isso, evite voltar sempre aos mesmos locais. A sensação de familiaridade pode ser agradável, mas lembre-se que esses lugares também tiveram a sua primeira vez. Portanto, abra espaço para o encantamento que acompanha as descobertas.


Pé na estrada: de acordo com a Universidade de Cornell, quanto mais longe formos em nossas aventuras, maior será o sentimento de felicidade associado a uma viagem — Foto: By mattbuck (category) - Own work by mattbuck., CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=20938907
Aliás, de acordo com a Universidade de Cornell, quanto mais longe formos em nossas aventuras, maior será a satisfação, o sentimento de felicidade associado a uma viagem. Foi o que pesquisadores da entidade descobriram ao analisar o que os viajantes postavam no Twitter!

Atualmente, sociólogos e antropólogos já utilizam as redes sociais para mapear o comportamento dos indivíduos e foi o que fizeram Morgan Frank e seus colegas, ao analisar 37 milhões de tuítes geolocalizados de 180 mil pessoas. A maioria postava comentários sem grande entusiasmo dentro do perímetro casa-trabalho-casa. No entanto, quando a experiência descrita se referia a locais distantes dos roteiros habituais, palavras que demonstravam felicidade eram bem mais numerosas, indicando que aquela vivência tinha sido bastante positiva.

Trata-se de fugir da rotina, do estresse do dia a dia, do tédio. Claro que as limitações financeiras pesam, mas não deixe que seu orçamento impeça escapadas curtas, que estejam a duas ou três horas de ônibus. A paisagem vai mudar, você conhecerá outras pessoas e renovará as energias ao estar em contato com a natureza. Inclusive, planejar uma viagem e cuidar de todos os detalhes já faz parte da diversão.



Fonte: BemEstar



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.