Postado em sexta-feira, 15 de março de 2019 às 12:12
Atualizada em sexta-feira, 15 de março de 2019 às 16:58

Motorista de van da Prefeitura é acusado de tentar atropelar GM e dar soco em sargento da PM

O caso foi após o motorista desobedecer a sinalização dos GMs que isolaram parte de uma rua devido ao rompimento de fios de alta tensão.


Alessandro Emergente

Um motorista de van escolar da Prefeitura de Alfenas é acusado de agredir um sargento da Polícia Militar depois de ter tentado atingir um guarda municipal com o veículo. O homem foi preso em flagrante, na tarde de quinta-feira, e levado para a 2ª Delegacia Regional da Polícia Civil.

O caso foi após o motorista Maciel Narciso Novais, 60 anos, não obedecer a sinalização da equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) próximo a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Alfenas), no bairro Vila Betânia. No local havia um fio de alta tensão arrebentado e, com isso, os GMs faziam a sinalização na via para evitar uma tragédia, interditando parte da rua.

O motorista, no entanto, não obedeceu a ordem de parada dos GMs e ainda “jogou” o veículo em cima de um dos GMs, que conseguiu se esquivar e evitar o atropelamento.

Diante do fato, a Polícia Militar foi acionada e, no momento em que a viatura se aproximou, os policiais perceberam que o motorista tentava deixar o local. Um sargento da PM fez a abordagem, mas foi agredido com um soco no supercílio por Novais, que é servidor público de carreira. O motorista foi contido, algemado e preso.

Já foi agredido por vereador

Novais já se envolveu em outras confusões, porém como vítima. Em 2007, ele acusou o vereador Domingos dos Reis Monteiro, que cumpria o seu primeiro mandato, e seu irmão, Antônio Celso Monteiro, de agressão. Na época, os irmãos Monteiro foram acusados de agredi-lo com socos e pontapés. Menos de um ano depois, o vereador e seu irmão foram condenados, em primeira instância, ao pagamento de uma indenização a vítima.

Em Tempo

O secretário executivo de Educação de Alfenas, Evandro Corrêa, informou que o caso está sendo averiguado. Segundo ele, o motorista ficou afastado da linha nesta sexta-feira para que o caso possa ser analisado com maior número de informações, ouvindo os envolvidos.

Corrêa afirmou que somente após essa etapa é que poderá avaliar sobre a abertura ou não de uma sindicância interna. Mas que, de acordo com as informações iniciais, o caso não caracterizaria a necessidade de abertura de uma sindicância por envolver um “desentendimento particular”.

Questionado sobre a suspeita do motorista quase atropelar um guarda municipal, Corrêa disse que essa informação ainda precisa ser esclarecida, ouvindo tanto o motorista quanto o GM envolvido. Segundo o secretário executivo, o motorista alegou que confundiu a informação envolvendo o cone e que tem pressão alta e ficou nervoso com a situação.

*A reportagem foi atualizada às 16h58 com a manifestação feita pelo secretário executivo. A reportagem havia solicitado um posicionamento oficial da Prefeitura de Alfenas no final da manhã desta sexta-feira, o que ocorreu no decorrer da tarde por meio do representante da Secretaria de Educação.

Maciel foi levado para Delegacia após a agressão ao policial militar (Foto: Minas Acontece/Reprodução)



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.