Postado em quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019 às 02:02

PM desarticula grupo suspeito de planejar sequestro de gerente de banco

Os envolvidos foram presos após uma intensa perseguição policiais em várias ruas de Alfenas.


Da Redação

A Polícia Militar conseguiu interceptar e prender um grupo de suspeitos que pretendia sequestrar o gerente de uma agência bancária. A ação policial foi em Alfenas na manhã de terça-feira, porém a vítima é o gerente de uma agência em Coqueiral.

A prisão foi após uma perseguição policial por vários pontos de Alfenas. Os suspeitos “furaram” um cerco/bloqueio na avenida Governador Valadares, próximo à Rodovia BR-369, quando iniciou uma perseguição policial em várias ruas da cidade.

A perseguição terminou em uma estrada vicinal próximo a Rampa Náutica, quando o GM Onix, dirigido pelos suspeitos, chocou-se contra uma pedra. Os envolvidos desceram do carro e tentaram uma fuga a pé, mas foram alcançados e presos pela equipe do Tático Móvel.

Mandados judiciais

No veículo estavam Alexandre dos Santos Verneque, 34 anos, Hugo Pereira Bernardes Neto, 34 anos, e Kamila Matos Vieira de Jesus Nunes, 29 anos. Verneque e Kamila tentaram resistir à prisão, mas foram dominados. Contra Verneque haviam três mandados de prisão em aberto. Ao consultar o chassi do veículo, a PM constatou que o número correspondia a um automóvel com registro de roubo.


Vários produtos foram apreendidos, como celulares e armas de fogo, além de uma placa de veículo. Os suspeitos foram presos após o carro usado na fuga chocou-se com uma pedra (Fotos: PM/Divulgação)


Na sequência, a PM realizou um mandado de busca e apreensão em uma residência no bairro Novo Horizonte. No local estava Leanderson Lopes da Silva, 36 anos, que resistiu a abordagem, mas acabou contido e preso. Na casa a PM localizou dois revólveres, sendo um de calibre .38 (marca Taurus) com seis munições e o outro de calibre .44 (marca LLAMA) com seis munições.

Também foi apreendido dois rádios de comunicação na frequência da polícia, um simulacro de arma de fogo e um colete balístico. Leanderson chegou a fornecer um nome falso aos policiais, mas acabou descoberto e constatado que havia contra ele um mandado de prisão em aberto, oriundo de São Paulo.

Vítima estava sendo monitorada

Em um dos cômodos haviam anotações com o nome do gerente de banco, que seria alvo do grupo. Silva relatou aos policiais que o trio preso iriam se deslocar para Coqueiral para poderem acompanhar a rotina da vítima. O plano era sequestrar a vítima com o fim de terem acesso ao banco, disse.

A PM cumpriu mandado de busca e apreensão na casa de um outro suspeito, Diego Toledo Damasceno, 30 anos, no bairro Santa Rita. No local foram encontrados cápsulas com resquícios de cocaína, além de anotações contendo placas de veículos, sendo uma destas anotações referentes ao carro apreendido no imóvel situado no bairro Novo Horizonte.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.