Postado em segunda-feira, 17 de julho de 2017
Atualizada em segunda-feira, 17 de julho de 2017 às 17:22

Agenciador de modelos, suspeito de abuso sexual em Alfenas, é preso em Goiás

Fábio Fernandes dos Santos, 31 anos, estava foragido desde maio. A Polícia Civil não confirmou oficialmente a prisão.


Alessandro Emergente

O agenciador de modelos, que é suspeito de abuso sexual de menores, foi preso no interior de Goiás nesse fim de semana. Fábio Fernandes dos Santos, 31 anos, estava foragido desde maio, quando o caso veio a público após uma denúncia feita pelo Conselho Tutelar.

A Polícia Civil não confirma oficialmente a prisão. Procurado pela imprensa, o delegado regional Thiago Gomes Ribeiro disse apenas que “por enquanto” não comentaria o caso. Uma entrevista coletiva sobre o caso deverá ser agendada para os próximos dias, segundo ele.

A prisão de Santos, segundo a imprensa local, foi em Jataí, no interior de Goiás. Duas das sete adolescentes que viviam em uma casa no bairro Jardim Alvorada, em Alfenas, residem em Jataí. A operação policial que prendeu Santos teria sido a mesma que levou a prisão de Ary de Oliveira Prado Neto, 39 anos, também nesse final de semana.

O suspeito estava foragido desde maio e foi localizado em Goiás (Foto: R7/Reprodução)


A reportagem do AH apurou extraoficialmente que a Polícia Civil aguarda a chegada do dono da agência de modelos, suspeito de abuso sexual de menores, a Alfenas para manifestar sobre o caso. A chegada está prevista para – no máximo - terça-feira, segundo fontes ouvidas pela reportagem.

O agenciador de modelos mantinha em uma residência sete adolescentes, de 13 a 17 anos, e recebia de cada família uma taxa mensal de cerca de R$ 600. As garotas foram atraídas sob a promessa de que a agência viabilizaria trabalhos como modelos e até em televisão.

Após uma denúncia anônima, o Conselho Tutelar esteve no local e acionou a polícia ao constatar as condições relatadas na denúncia. As adolescentes encontradas na casa afirmam que foram enganadas pelo suposto agenciador de modelos. De acordo com a Polícia Civil, todas foram ouvidas e uma delas, de 13 anos, relatou ter sido vítima de estupro.

Outro caso

Outra prisão no final de semana no interior de Goiás foi a de Ary de Oliveira Prado Neto. Ele é suspeito de estuprar a enteada de 12 anos. Exames médicos comprovaram que a menina foi vítima de abusos. 

A prisão cautelar do suspeito foi decretada pela Justiça no início de abril. Na época, ele e o filho agrediram o avô da menina, Gentil Roberto Alves, em frente ao Hospital Universitário Alzira Velano (HUAV). A vítima, de 53 anos, ficou desacordada e foi internada em estado grave no CTI (Centro de Terapia Intensiva) do HUAV. Desde então, Ary Neto era considerado foragido.

Ary de Oliveira Prado Neto, 39 anos, estava foragido e também foi preso (Foto: Reprodução/EPTV)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.