Alfenas Hoje - Projeto Cão Terapia quer ampliar visitas
Postado em quinta-feira, 18 de maio de 2017 às 22:10

Projeto Cão Terapia quer ampliar visitas

Alessandro Emergente

Um sorriso ou algumas lágrimas de felicidade. Essa é a recompensa de 23 voluntários que integram um projeto de cão terapia, que percorre diversas instituições de Alfenas, entre asilos, entidades assistenciais e casas de recuperação. Agora, a coordenação do projeto está se adequando às normas específicas para atender pacientes com câncer. A ideia é dobrar o número de visitas.

O projeto, que hoje conta com nove cães e um gato, foi idealizado e iniciado pela veterinária Cynthia Martins. Ela levou a ideia a Unifal (Universidade Federal de Alfenas), que “abraçou” a proposta. Desde o ano passado, o projeto passou a fazer parte das atividades de extensão da Universidade, com direito a certificados para os participantes.

Quem coordena o projeto de extensão é a professora de histologia, Dra. Manuella Carvalho da Costa, do Departamento de Biologia Estrutural da Unifal. Com a adesão da Universidade, o projeto ganhou força aumentando o número de estudantes, entre eles uma bolsista. A participação no projeto conta como horas formativas para universitários – uma exigência no currículo acadêmico.

Emoção toma conta na despedida de mais uma visita (Foto: Alessandro Emergente/Alfenas Hoje)


Embora sem vínculo institucional, estudantes e um professor da Unifenas (Universidade José do Rosário Velano) também fazem parte da rotina de, pelo menos duas vezes por semana, ajudarem a levar um pouco de atenção as pessoas. A ideia, segundo Cynthia, é dobrar esse número de visitas.

Visitas

Esse ano, os voluntários já passaram pelo Asilo São Vicente de Paula, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Escola Estadual Esperança, Grupo Conviver, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), além da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac). A previsão é incluir creches no roteiro de visitas.

Uma novidade será a visita aos pacientes com câncer. A proposta já foi apresentada a ONG Vida Viva e, segundo Cynthia, o projeto está na fase de adequação burocrática para atender as exigências legais para esse tipo de visita. São protocolos exigidos pela Vigilância Sanitária e pelo Conselho de Medicina Veterinária.

Os benefícios levados aos pacientes são inúmeros. Cynthia e Manuella citam alguns como o aumento da imunidade e a liberação de endorfina, reduzindo a depressão e aumentando a autoestima. “Cão terapia é amor terapia”, diz Cynthia.

A reportagem do Alfenas Hoje acompanhou, na tarde do último dia 4 de maio, uma visita no Asilo São Vicente de Paula e presenciou a emoção dos idosos. Os sorrisos dos velhinhos só cedeu lugar as lágrimas quando a visita chegava ao fim. Uma das idosas não se conteve e se emocionou, deixando os voluntários com o “coração apertado” e cientes que, mais uma vez, valeu a pena. Essa foi só uma das tardes de emoção do grupo de voluntários.

Os animais

Atualmente, são nove cães preparados para levar “carinho” as pessoas. Além de uma seleção rigorosa, os animais recebem um tratamento especial. Cynthia explica que 24 horas antes das visitas os animais passam por um banho, além da aplicação de clorexidina (20%) e cetrimicida, usado para assepsia dos animais com efeito prolongado e sem ação tóxica.

Acima, uma das idosas do Asilo São Vicente de Paula agradece a veterinária Cynthia. Na sequência, voluntários com os animais durante a visita ao asilo (Foto: Alessandro Emergente/Alfenas Hoje)

Além disso, os cães são vermífugos, submetidos a limpeza de tártaro, a corte de unhas e vacinados com produtos importados. Os animais, que passam a integrar o projeto, são acompanhadas por Cynthia e os proprietários ficam isentos de despesas com os tratamentos veterinários de rotina.

As raças dos cães variam. Vão desde Poodle, Shih-tzu, Yorkshire, Dachshund Arlequim até os mestiços, popularmente conhecidos como “vira-latas”. O importante é analisar o temperamento dos animais, explica a veterinária que revela que os “vira-latas” costumam ser boas opções. A maioria é de pequeno porte, mas entre eles há um Pastor Bernese Suiço (de grande porte), que é acompanhado pelo seu proprietário.

Mas não são só os cães que integram o projeto. Há também um gato para levar alegria e carinho a quem precisa. Uma jiboia e um preá também faziam parte das visitas, mas faleceram recentemente.







   
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.


 

1 Comentários

Comentar essa Notícia
 
   
Termos e Condições para postagens de Comentários
Comentar essa Notícia










COLUNAS


Lava Jato
O silêncio dos inocentes. Inocentes?
Daniel Murad Ramos
Em debate
Shows do Aniversário de Alfenas
Leonardo Miranda
Democracia
O cair das máscaras
Daniel Murad Ramos
Todos Colunistas do Alfenas Hoje

Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2017 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos