Postado em sábado, 5 de outubro de 2019 às 10:17

Operação desarticula quadrilha que comandava tráfico em Campos Gerais

Investigado, que confeccionava adesivos para começar campanha política, estaria ordenando ataques contra órgãos de segurança.


Uma operação da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) desmantelou uma organização criminosa que, segundo investigações, comandava o tráfico de drogas na cidade de Campos Gerais, no Sul de Minas.

Durante a realização da "Backlash", que foi realizada nessa sexta-feira (4), foram cumpridos 12 mandados de prisão e 56 mandados de busca e apreensão.

Segundo o delegado Eduardo Braga Correa, as investigações começaram há cerca de seis meses. Durante esse tempo, o líder da quadrilha e sua esposa, que também era uma das cabeças do grupo, foram presos.

A PCMG indica que o líder da organização pertence a uma facção criminosa que atua dentro e fora de presídios, e que ele estava iniciando campanha eleitoral, com confecção de adesivos políticos, mas o cargo não foi informado. O investigado estaria ordenando ataques contra órgãos de segurança.

"A Polícia Civil conseguiu demonstrar divisão de tarefas e dinâmica do grupo. Após análise de vínculos e cruzamento de informações, os mandados foram solicitados à Justiça e a operação foi realizada no sentido de finalizar o inquérito policial", explicou o delegado. Também foram apreendidos drogas, dinheiro e armas de fogo.

Aproximadamente 150 policiais participaram da operação, que também contou com a colaboração da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Alfenas, também no Sul de Minas, com seu canil. Houve também o apoio aéreo da PCMG.

Backlash

O termo usado para denominar a operação faz alusão ao fenômeno social em que a minoria não concorda com decisão governamental ou de órgãos de Justiça e insurge promovendo ataques de diversa formas, seja no campo da violência ou no campo político.

Fonte: O Tempo



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.