Postado em sábado, 20 de abril de 2019 às 15:03

Estudantes criam museu virtual e lançam exposição ‘Aqui é África’

O projeto, aplicado com alunos do Cefet em Varginha, é coordenado por um professor da rede pública de Alfenas.


Alessandro Emergente

Já pensou em visitar uma exposição artística sem sair de casa. É essa a proposta que virou realidade com o site “Meu museu de bordo”, criado por estudantes do ensino médio e técnico do Cefet-MG (Centro Federal de Educação tecnológica de Minas Gerais). O projeto é coordenado pelo professor de Artes, Heverton Ferreira, que também leciona em escolas da rede pública de Alfenas.

‘Aqui é África’ é a mais nova exposição que poderá ser conferida no museu virtual a partir do próximo dia 26. O coordenador do projeto explica que, além da disponibilização virtual, os trabalhos em esculturas, produzidos pelos estudantes, também serão expostos fisicamente na unidade de Varginha.


O projeto, inaugurado em 2018, inicia nova etapa com novas exposições. Acima, o professor que coordena o projeto (Fotos: Divulgação)


A nova exposição inaugura a etapa 2019 do projeto, iniciado no ano passado. O museu virtual, inaugurado em outubro de 2018, chamou a atenção da imprensa e foi destaque, inclusive, na revista “Minas faz ciência”. A experiência já foi levada pelo coordenador do projeto a unidade do Cefet em Betim num intercâmbio.

“Meu museu de bordo” é uma espécie de repositório de atividades desenvolvidas na disciplina de Artes. A ideia partiu dos próprios estudantes que perceberam a necessidade de ver suas intervenções artísticas extrapolarem o ambiente escolar.

O site reúne trabalhos artísticos desenvolvidos pelos estudantes (Foto: Reprodução)


Essa necessidade de usar a tecnologia como ferramenta para divulgação de propostas artísticas foi percebida pelos estudantes a partir de uma intervenção experimental proposta por Ferreira. Na época, os alunos cercaram espaços do Cefet com fita crepe para que as pessoas pudessem olhar os locais de formas diferenciadas. A intervenção chamou a atenção e os alunos perceberam que era preciso romper o ambiente escolar.

Estudantes do Cefet responsáveis pela página do museu virtual (Fotos: Divulgação)


Entre os objetivos do projeto está o de unir arte e tecnologia para gerar acessibilidade e, assim divulgar a arte como ferramenta de discussão, reflexão e provocação. “A proposta é criar situações em que o indivíduo, diante elementos tecnológicos, possa criar uma nova reflexão sobre a Arte e o meio no qual está inserido”, explica o professor e coordenador do projeto.

O acervo do museu virtual foi formado a partir de material produzido por três turmas (Edificações, Mecatrônica e Informática ) do Cefet, de Varginha, e inclui materiais diversos como artes plásticas, audiovisual e fotografia. Nasceu como uma página interna e rapidamente o acervo foi disponibilizado para todo o público.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.