Postado em domingo, 18 de setembro de 2016 às 11:19
Atualizada em segunda-feira, 19 de setembro de 2016 às 20:06

Após vitória no jogo de ida, Alfenas tem a vantagem do empate na decisão para ir a final

No jogo de ida, diante da torcida, Alfenas venceu Santo Antônio do Amparo por 6 a 3.


Alessandro Emergente

Um empate na próxima terça-feira (e não quarta como informado anteriormente), em Santo Antônio do Amparo, pode levar a seleção de futsal de Alfenas a segunda final consecutiva da Copa Alterosa. No jogo de ida, na última quinta-feira, Alfenas venceu o adversário por 6 a 3 diante da torcida alfenense, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves.

No jogo de volta, às 21h no Ginásio ATC, pode até empatar no tempo normal que estará na final, lutando pelo bicampeonato. No ano passado, Alfenas venceu o Alfenense numa partida histórica e garantiu sua primeira Copa Alterosa de Futsal.

Caso Santo Antônio do Amparo vença no tempo normal, a partida irá para a prorrogação. Nesse caso, o adversário de Alfenas é que passaria a ter a vantagem do empate.

Na outra semifinal, a disputa é entre Alpinópolis e Carmo de Minas. O time de Alpinópolis abriu boa vantagem ao vencer, diante de sua torcida, por 9 a 4. O jogo de volta também será na próxima quarta-feira, dessa vez em Carmo de Minas, que terá que vencer no tempo normal para provocar uma prorrogação - em caso de tempo extra, passa a ter a vantagem do empate.

Vitória no jogo de ida

Na última quinta-feira, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, Alfenas terminou o primeiro tempo, vencendo por 4 a 2. Os gols foram marcados por Vinícius Formigão (1) e Luís Eduardo (1) e Renatinho (2). No segundo tempo, Renatinho fez mais um e o goleiro Felipe “Filé” fechou o placar em 6 a 3.

A partida de ida em Alfenas foi disputada no sistema de tempo cronometrado com 20 minutos cada etapa. É essa a regra adotada nos confrontos a partir da semifinal pela Aroa (Associação Regional de Oficiais de Arbitragem), organizadora da competição.

Na partida de ida, Alfenas não contou com Rodriguinho em quadra, que ainda sofre com problemas na panturrilha. O atleta até esteve no banco de reservas, mas não entrou. Ele se recupera para ajudar a equipe na disputa pelo bicampeonato. Foi ele o autor do gol do título em 2015. Esse ano foi homenageado pela Aroa.



NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito