Postado em sexta-feira, 8 de julho de 2016 às 10:14

Projeto desenvolvido pela Unifal é destaque em congresso internacional no Canadá

O projeto foi coordenado pelo professor Cláudio Carlan e desenvolvido simultaneamente em outras duas instituições: Unicamp e UFPEL.


 Da Redação

O projeto "Arqueologia: uma atividade divertida", financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), desenvolvido na Unifal (Universidade Federal de Alfenas), foi elogiado no congresso "Critical Heritage Association", realizado na cidade de Montreal, Canadá, no início de junho.

O projeto foi coordenado pelo professor Cláudio Umpierre Carlan, do curso de História, e desenvolvido simultaneamente em outras duas instituições: Unicamp, em Campinas (SP), e UFPEL (Universidade Federal de Pelotas), em Pelotas (RS).

No Canadá, o trabalho "Heritage changes people: Brazilian Experiences" foi apresentado pelo professor Pedro Paulo Funari (Unicamp) e colaborador do Programa de Pós-Graduação em História Ibérica (PPGHI), tendo como base os seminários realizados pelos alunos do curso de História e do PPGHI, nas escolas de Paraguaçu.

De acordo com informações divulgadas pela Unifal, um artigo sobre os trabalhos realizados em Paraguaçu será publicado, ainda esse ano, na renomada Revista de Arqueologia Pública da Unicamp.

Os responsáveis pelo projeto informaram que estão em contato com a Universidade de Laval, em Quebec, para trabalhar em conjunto os temas relacionados com Arqueologia e História. A instituição é um conceituado centro de pesquisa fundado no século XVII.

“A ideia central é preparar os alunos da Unifal para ajudar nas pesquisas desenvolvidas no Laboratório de Arqueologia no Canadá, ligado diretamente ao Laboratório de Arqueologia Iberoamericana da Universidae e Laboratório de Arqueologia Pública da Unicamp", explica Carlan.

A proposta do projeto é promover o diálogo entre a Arqueologia Pública e a Divulgação Científica, de modo a atingir especialmente o público infantil. As atividades desenvolvidas com os alunos das escolas de Paraguaçu envolvem uma série de palestras e escavações arqueológicas, em sítios artificiais. São ministradas pelos mestrandos do Programa de Pós-Graduação em História Ibérica (PPGHI) e graduandos do curso de História da Unifal.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.