Postado em 30 de junho de 2020

Seita ou caminho espiritual?

Autor: Diva Paiva

Como saber se você está ingenuamente numa seita? Sim, metido numa comunidade que impõe regras para você seguir. Às cegas.

Não é fácil perceber que é uma seita, por que você mesmo escolheu, você precisava daquilo como de água, como do ar que respira.

Encontrar uma liderança pode parecer a melhor coisa que aconteceu em sua vida. É difícil sentir-se vazio. Não ter reconhecimento. Nem rumo.

Se você estiver numa seita vai se sentir necessário. Será sempre solicitado, até mesmo convocado. Se você, claro, vestir a camisa. Defender a causa.

Haverá um mestre, vivo ou não, algo maior, um modelo de poder para você seguir e nortear sua vida.

Mas uma coisa é você ter suas próprias convicções e ensinamentos espirituais. Frequentar locais de oração ou de práticas das mais diversas.

Outra coisa é você se subordinar a um grupo de idealistas religiosos ou políticos. Daquele tipo que considera sua causa superior às demais.

Você vai saber que é seita se seus atuais “amigos” interferem no que você pensa, sente ou compartilha. Existirá vigilância constante sobre você, pressão para que seja integralmente fiel à causa. Senão será rechaçado, punido com rigor ou até mesmo depreciado ou diminuído.

Se você está de fato numa seita será cobrado a trazer novos membros e a fazer generosas doações, vendas e arrecadações.

Gradualmente terá de abrir mão de seus amigos, familiares e até mesmo de sua carreira. E quando descobrir que está numa seita, será muito difícil sair. Parece não haver vida fora dela. Mas há.

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Alfenas Hoje

Diva Paiva
Professora de Yoga


-