Postado em segunda-feira, 12 de janeiro de 2015 às 08:50

Cabeleireira é surpreendida com tiros após atender a campainha

Da Redação

Uma cabeleireira foi surpreendida, no último domingo, com disparos de arma de fogo, após atender quatro rapazes que pediram água. O salão de beleza já estava fechado quando os homens chegaram ao local em um veículo, tocaram a campainha e pediram água.

A mulher foi até o portão do estabelecimento, acompanhada da filha de sete anos e de um sobrinho de onze meses no colo. Quando ela retornou para buscar a água solicitada, foi surpreendida com os disparos feitos por outros homens que chegaram ao local, em uma motocicleta, e atiraram contra os quatro que haviam pedido água.

Os disparos acertaram a parede e a porta de vidro do salão, que ficou totalmente destruído. Uma das vítimas pulou o muro e se escondeu no quintal da comerciante.

Testemunhas disseram que os envolvidos moram perto do estabelecimento onde a confusão ocorreu, no bairro Campinho. Um dos suspeitos de ter dado os tiros é Juliano Atílo Leão, de 39 anos, conhecido como "Juliano Panela". Já o homem que seria o alvo dos disparos, é André Luiz Esteves, conhecido como "Dé Negão". Os dois têm passagens policiais. Antigo no noticiário policial, “Juliano Panela” foi preso em 2010 sob a suspeita de furtos de pneus.

Juliano Panela e Dé Negão (o segundo na foto), como são conhecidos, têm passagens pela polícia (Fotos: R-7)

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.