Postado em quarta-feira, 19 de março de 2014

Suspeito de matar lavrador responde a outros nove processos

Pedro Paulo Novaes Oliveira, conhecido como “Carneiro”, é réu em outros nove processos na Comarca de Alfenas.


 Alessandro Emergente

Pedro Paulo Novaes Oliveira, 52 anos, conhecido como “Carneiro”, é réu em outros nove processos na Comarca de Alfenas. Em uma dessas ações, que tramita na 1ª Vara Criminal, ele é acusado de estupro.

Oliveira foi preso na semana passada, suspeito de matar o lavrador Francisco Elias Nogueira, 48 anos, em Conceição Aparecida. O suspeito está detido no Presídio de Alfenas.

Na noite do último dia 13, quinta-feira, o lavrador foi encontrado morto em um quarto de uma pensão em Conceição Aparecida. Segundo a Polícia Militar, o corpo da vítima ainda “estava quente” no momento em que foi encontrado, o que pode indicar que o crime havia sido cometido pouco antes.

De acordo com a PM, o corpo do lavrador estava caído no chão, entre duas camas de solteiro, e havia muito sangue no local. O rosto e a cabeça estavam desfigurados. Os policiais encontraram pedaços de madeira, que havia sido quebrada, e uma barra de ferro com manchas de sangue. 

Pedro Paulo Novaes Oliveira, conhecido como “Carneiro”, é suspeito de matar um
lavrador em Conceição Aparecida (Foto: Arquivo/Alfenas Hoje)

“Carneiro” foi encontrado no terminal rodoviário da cidade e preso. Ele negou que havia ido até a pousada. Os policiais verificaram o sistema de monitoramento de um posto de combustíveis, que fica próximo à pensão, e verificou que o suspeito passou pelo posto, porém as gravações não mostram se ele entrou na pousada. Segundo a PM, a barra de ferro estava com ferrugem, o que também foi verificado nas mãos do suspeito.

Um dia antes, segundo uma testemunha em depoimento à Polícia, o lavrador teria agredido “Carneiro”, que teria prometido voltar para acertar as contas com “Ceará”, como era conhecido o lavrador natural de Horizonte, interior do Ceará.

Os policiais também localizaram no terminal rodoviário o companheiro de quarto da vítima. Orlando José dos Santos, 45 anos, conhecido como “Baiano”, esteve no local do crime, o que foi comprovado pelo sistema de monitoramento eletrônico. Ele foi ouvido e liberado.

Histórico

“Carneiro” é natural de Alfenas e é bastante conhecido na cidade por envolvimento em ocorrências policiais. Ele responde a outros nove processos criminais na Comarca de Alfenas. No mais grave ele é acusado de estupro.

O homem também responde a acusações de contravenções penais e, em dois processos, por crimes contra os costumes por gestos obscenos. Em 2009, foi preso pela PM, suspeito de “importunação ofensiva ao pudor”. O homem teria passado às mãos nos seios de uma mulher. Na época, a prática ainda não era enquadrada como estupro, o que foi alterado posteriormente.

Dois anos depois, em 2011, “Carneiro” foi preso porque teria agarrado uma outra vítima e passado a mão em seus seios e genitálias. Em 2012, foi conduzido até a Depol (Delegaica de Polícia) após ser suspeito de atacar as pessoas no Restaurante Popular.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.