Postado em domingo, 12 de janeiro de 2014 às 11:26

Prefeitura planeja a digitalização do arquivo público; 70% já foi vistoriado

 Alessandro Emergente

A prefeitura de Alfenas pretende digitalizar todo o arquivo público do município, que está sendo vistoriado por uma equipe técnica. A sede do Arquivo Público Municipal foi inaugurada no mês passado como parte do processo para recuperação dos documentos e disponibilização ao público.

A unidade reúne fotografias e documentos históricos do município. O objetivo, segundo a prefeitura, é preservar e catalogar o patrimônio histórico e disponibilizar esta documentação. O prazo para a disponibilização ao público não foi divulgado ainda.

Segundo a prefeitura, 70% do acervo já foram vistoriados por uma equipe técnica, auxiliada por jovens que cumprem medida socioeducativa. Após a fase de restauração de toda a documentação, a equipe fará o cadastramento informatizado e digitalização (gravação virtual e em mídia digital).

Processo

Em abril de 2012, um novo processo de revitalização do arquivo foi iniciado sob o comandado do coordenador geral, Cleiter Roberto Gonçalves. Na ocasião foram encontrados muitos documentos deteriorados por causa de infiltração, traças e cupins.

De acordo com a prefeitura, com a aprovação da lei que regulamenta o órgão (Lei 4431 de 08 de maio de 2013) e com a sua inauguração oficial, em dezembro, Alfenas passou a contar com o seu Arquivo Público Municipal, e não mais “Arquivo Morto”.

A sede do Arquivo Público fica na Rua Juscelino Barbosa, 109. O espaço conta com uma equipe formada por nove funcionários, que são responsáveis pela organização e pela catalogação dos documentos.

Uma Comissão Permanente de Avaliação de Documentos do Arquivo da prefeitura de Alfenas foi instituída no início deste ano. Formada por servidores do município, o objetivo é promover a gestão e a proteção dos documentos produzidos pela administração municipal, garantindo o acesso às informações contidas nos documentos.

História do Arquivo Público Municipal

Segundo a prefeitura, todos os documentos e fotos relativas ao município eram guardados na sede da prefeitura, mas o material foi levado para o Ginásio Municipal Tancredo Neves, onde muitos foram perdidos ou danificados devido às más condições em que estavam armazenados.

Em 2011, uma equipe de estagiários do curso história, da Unifal (Universidade Federal de Alfenas), iniciou um trabalho de levantamento, limpeza e de catalogação do material. A equipe também realizou o tombamento de muitos documentos.

Com o início deste levantamento, todo o material foi levado para o atual endereço, na rua Juscelino Barbosa, mas, segundo a prefeitura, estes trabalhos não tiveram continuidade.

Em dezembro, o professor Alisson Eugênio, da Unifal, usou a tribuna da Câmara Municipal, para apresentar um projeto de recuperação de arquivos históricos de Alfenas. O acervo inclui documentos que vão de 1860 a 1982. 

Em 2012 um novo processo de revitalização foi iniciado e, em fevereiro do ano passado, juntou–se à equipe o historiador e professor Rander Warne de Brito, responsável pelo Arquivo Histórico e presidente da Comissão Permanente do Arquivo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.