Postado em sexta-feira, 12 de outubro de 2012 às 15:13

Maioria dos prefeitos que tentaram a reeleição não foi eleita

A exemplo do que aconteceu em Alfenas, a reeleição não vingou para a maioria dos prefeitos de Minas que tentaram continuar no cargo.


Alessandro Emergente

A exemplo do que aconteceu em Alfenas, a reeleição não vingou para a maioria dos prefeitos de Minas que tentaram continuar no cargo. Menos da metade dos prefeitos candidatos conseguiram permanecer a frente das prefeituras e continuarão administrando as suas cidades a partir do ano que vem. O levantamento foi divulgado pelo TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais).

De acordo com o banco de dados do TRE-MG, dos 347 prefeitos dos municípios mineiros, que tentaram à reeleição, 171 obtiveram êxito. Em percentuais, 49,27% dos prefeitos candidatos conseguiram se reeleger. Ou seja, pouco menos da metade.

Mas este percentual pode ainda ser alterado se for incluído os prefeitos que assumiram o cargo durante o atual mandato. O levantamento não contempla as alterações ocorridas no exercício dos mandatos nas prefeituras. É o caso de Alfenas, em que o ex-prefeito Pompilio Canavez (PT) renunciou o mandato para concorrer ao cargo de deputado estadual.

O atual prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT), que foi eleito vice-prefeito em 2008, assumiu a prefeitura em março de 2010. E, por isso, não foi incluído na estatística divulgada pelo TRE que só considerou os prefeitos eleitos em 2008.

Outras Cidades

Além de Alfenas, em que o atual prefeito não conseguiu à reeleição, os atuais prefeitos de várias cidades da região também não conseguiram ser reeleitos. Em Fama, o prefeito Jean Carlo Roupa Prado (PTB) não venceu e a eleição marcou o retorno do ex-prefeito Ângelo Saksida (PMDB).

Em Guaxupé, o atual prefeito Roberto Luciano (PT) não venceu e quem administrará o município pelos próximos quatro anos é Jarbas Correa Filho (PSDB). Em Conceição da Aparecida, o prefeito João Alberto Amaral (PT) também não venceu e a vitória ficou com Ruberval Gonçalves (PTB). O mesmo aconteceu em Machado onde Roberto Morais (Roberto Abobrinha/PT) não conseguiu se reeleger e o futuro prefeito é Carlos Alberto Pereira Dias (DEM).

Em outras seis cidades da região os atuais prefeitos saíram vitoriosos. Gilson Ferreira de Moraes (PT) venceu em Carvalhópolis; outro petista, Lúcio Caetano, foi reeleito em Serrania; Marcelo Nunes de Souza (PSDB) continuará prefeito em Alterosa; Rubens Bornelli (PSD) foi reeleito em Areado; Jose Luiz de Figueiredo (PTB) venceu em Divisa Nova; Maria Aparecida Vilela (PR) em Carmo do Rio Claro e Edson Júnior Mendes (PP) em Cordislândia.

Maiores Cidades

Nos três maiores colégios eleitorais do Sul de Minas, os três atuais prefeitos tentaram a reeleição, mas só Agnaldo Perugini (PT) foi reeleito para continuar administrando Pouso Alegre por mais quatro anos. Em Poços de Caldas, Paulo César Silva (Paulo Courominas/PPS) perdeu a eleição vencida por um alfenense, Eloísio do Carmo Lourenço (PT), irmão do secretário de Educação e Cultura de Alfenas, Eliacim do Carmo Lourenço (PCdoB). Em Varginha, Eduardo Carvalho (Corujinha/PT) não conseguiu se reeleger e o futuro prefeito é Antônio Silva (PTB).

Ao cargo de vereador, dados do Tribunal indicam que dos 5.695 candidatos à reeleição, 3.054 conseguiram se reeleger. Em Alfenas, cinco dos atuais vereadores foram reeleitos: Vagner Morais (Guinho/PT), Evanílson Pereira de Andrade (Ratinho/PHS), Enéias Rezende (PRTB), Jairo Campos (Jairinho/PDT), e Hesse Luiz Pereira (PSDB).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.