Postado em quarta-feira, 14 de março de 2012

Moto Tático leva para cadeia trio suspeito de tráfico

 Da Redação

Numa operação que contou com a participação das equipes do Tático Móvel da Polícia Militar, três homens suspeitos de tráfico de drogas foram parar na cadeia no final da tarde de sexta-feira (09). Denúncias anônimas entregaram o trio que agia na Rua Joaquim Manso Vieira, conhecida como “Morrão do Querosene”, no Bairro Vila Godói.

Com a informação de que em uma casa abandonada funcionava uma “boca-de-fumo”, os militares seguiram para o local por volta das 17h. Num rápido monitoramento eles perceberam que um dos suspeitos ficava no imóvel e, pela janela, repassava a droga para outras duas pessoas que faziam a entrega para os viciados que chegavam. Foi então feita a abordagem, sendo flagrado Eduardo Correia Terra, o “Porquinho”, na casa, além de Robson Pessoa Cruz (Robinho) e Reginaldo Evangelista Silva (Boginho).

Canil da GM

Durante as buscas os policiais contaram com o apoio da equipe do canil da Guarda Municipal. Com o faro apurado, um dos cães encontrou sete pinos (foguetinhos) de cocaína espalhados atrás da casa num terreno baldio, e uma embalagem com cerca de 1 mil foguetinhos vazios e um pé de cabra azul.

Fotos: PM/Divulgação

Os policiais encontraram pinos vazios, maconha embalada além de rolos de papel aluminio

Dentro dos cômodos acharam mais 30 buchas de maconha prontas para a venda. Além dos pinos vazios localizaram ainda rolos de papel alumínio e de plástico e uma fita adesiva larga, o que indica que no lugar também ocorria a preparação e embalo de drogas.

Na Delegacia

Depois de fazer a prisão em flagrante os militares levaram os suspeitos para serem ouvidos pelo delegado de plantão na 2º Delegacia Regional de Polícia Civil, onde ainda fizeram o registro do Boletim de Ocorrência (BO).

Enquanto aguardava a hora de prestar esclarecimentos, Robinho conversou com a reportagem e negou ser traficante. “Não sei porque vim parar aqui, (eu) estava na minha casa e me pegaram. Não vendo droga, sou viciado isso sim. Se colocar droga na minha frente vou mesmo”, alegou.

Em frente à delegacia várias pessoas, dentre parentes e conhecidos dos presos, se aglomeravam e se demonstravam irritados, o que gerava uma certa tensão. Participaram da operação as equipes do Moto Tático 02, comandada pelo sargento França, a 03 que tinha a frente o cabo Henrique e a 05 sob o comando do sargento Alan.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.