Postado em terça-feira, 2 de outubro de 2018

Tomar paracetamol pode, sim, levar à morte caso paciente cometa um destes erros

Eficaz no combate a dores e febres, o paracetamol é um dos medicamentos mais populares e de fácil acesso em farmácias...


 Eficaz no combate a dores e febres, o paracetamol é um dos medicamentos mais populares e de fácil acesso em farmácias. O analgésico, no entanto, assim como qualquer remédio, pode oferecer graves riscos e até levar à morte se administrado de forma incorreta.

Paracetamol faz mal? Erros podem levar à morte
De acordo com artigos científicos reunidos pelo site DROPS, que checa o grau de veracidade de notícias sobre saúde, o uso abusivo de paracetamol é a causa mais comum de insuficiência hepática aguda em vários países do mundo.

O remédio pode danificar o fígado ao prejudicar as conexões estruturais vitais entre as células adjacentes do órgão. Em casos mais graves (e raros), o paciente pode precisar de um transplante de fígado ou mesmo morrer devido a complicações.

Hiperdosagem e misturar com outros remédios
O grande risco do paracetamol está em ultrapassar sua dosagem recomendada, algo fácil de ocorrer, já que o composto é frequentemente combinado a outros ativos, como antigripais, por exemplo, que resulta em overdose que sobrecarrega o fígado.

Ignorar sintomas

Além disso, como os sintomas comuns de danos ao fígado (perda de apetite e náuseas, por exemplo) não costumam parecer sérios, o paciente tende a demorar para buscar tratamento médico imediato, agravando o caso.

Associar com bebida alcoólica

O artigo ainda cita uma recomendação do Food and Drug Administration, órgão regulador dos EUA, de que pessoas com doenças hepáticas pré-existentes ou que consomem bebidas alcoólicas regularmente (acima de 3 drinques por dia) devem ter cuidado extra ao ingerir paracetamol, mesmo em doses recomendadas, para evitar aumento de risco de danos ao fígado.

É importante ressaltar, no entanto, que diversos estudos comprovam que o paracetamol, além de eficiente no alívio de dores, é considerado bastante seguro em doses terapêuticas. Por isso é essencial monitorar cuidadosamente sua ingestão e respeitar orientações da bula e as recomendações médicas.



Fonte:VIX

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.