Postado em sábado, 22 de setembro de 2018 às 09:03

Medo de avião: dicas para viajar com mais tranquilidade

Você adora viajar, mas só de pensar no trajeto aéreo para seu destino dos sonhos a nuca já arrepia e escorre aquele suor frio? Ter medo de avião é uma situação muito comum...


Você adora viajar, mas só de pensar no trajeto aéreo para seu destino dos sonhos a nuca já arrepia e escorre aquele suor frio? Ter medo de avião é uma situação muito comum, por isso não precisa abandonar todos os seus planos e sonhos a fim de manter a “segurança” em terra.

Hoje, o Passagens Imperdíveis vai segurar a sua mão e dar dicas valiosas que podem ajudar – e muito – a perder o medo de avião e aproveitar o melhor da vida, que é viajar.

A origem do medo de voar

Vamos falar um pouco sobre ciência? O medo é um mecanismo de defesa do cérebro para nos manter afastados de potenciais perigos. Para isso, a mente tende a intensificar as memórias negativas e, com base nelas, tentar antecipar possíveis riscos.

Agora pense: no jornal não sai notícia sobre milhões de voos bem-sucedidos anualmente, só daquelas raras ocorrências de acidente. Então o que o seu cérebro vai pensar na hora de viajar? Eis porque, ao invés de pensar em todas as maravilhas de viajar, logo consideramos os riscos. É a tendência natural do ser humano de focar no negativo (mas nem sempre precisa ser assim!).

Basicamente, o medo desencadeia três reações:

  • Fugir
  • Paralisar
  • Atacar

No caso do medo de avião, elas podem se manifestar de diversas maneiras, como: não viajar (fuga); voar, mas desconfortavelmente e sem aproveitar (paralisação); agir com muita ansiedade e impulsividade (ataque).

O fato é que nem sempre o medo está pautado na lógica, ou seja, é mais uma reação emocional do que racional, baseada em alguma lembrança intensa (lembra do exemplo do jornal, logo acima?). Sendo assim, ao analisar os fatos com calma, dá para perder o medo.

A Anac registrou que, só em 2017, mais de 90 milhões de passageiros embarcaram em voos regulares com origem ou destino ao Brasil. Foram quase 250 mil pessoas por dia chegando a salvo aos destinos delas. Portanto, as estatísticas favorecem!

Bom, agora que você entendeu a origem e os mecanismos do medo, fica mais fácil superar o medo de voar.

#PIIndica: assista à série “Truques da Mente”, da Nat Geo, disponível na Fox Play. O episódio 4, “Estado de alerta”, da 2ª temporada, trata especificamente sobre o medo e explica detalhadamente esses mecanismos abordados aqui!

Receio ou pânico de voar?

Uma das primeiras coisas a se considerar é identificar a intensidade do seu temor. É só um frio na barriga ou um motivo patológico que te faz quase desmaiar só de cogitar pisar numa aeronave?

Se o seu caso for de fato mais crítico, não se culpe (ainda mais agora que você tem noção sobre a origem do medo). A melhor opção é buscar ajuda psicológica profissional para conseguir começar a dar os primeiros passos. De fato, existem tratamentos específicos para perder o medo de avião!

Dicas para perder o medo de avião!

Agora é hora de pegar esses conceitos e aplicá-los na prática em dois momentos diferentes.

E lembre-se: não precisa sentir vergonha pelos seus temores. O medo de voar é mais comum do que você imagina e, com certeza, muitos outros colegas de voo estarão na mesma situação que você.

Antes da viagem

Na hora de fazer suas reservas, priorize escolher os assentos do corredor, especialmente se tiver medo de altura. Evitar olhar as janelas pode trazer uma maior sensação de conforto durante o trajeto. Mais uma: caso sinta-se muito mal com turbulências, busque assentos próximos à asa, uma das áreas em que menos se sente a agitação.

Prepare-se para o voo! Nos dias que antecederem sua viagem, tente manter uma rotina mais tranquila e pensamentos mais calmos. Você pode fazer isso assistindo a vídeos de roteiros turísticos, de modo a reforçar todos os aspectos positivos de viajar de avião.

Escolhas roupas e sapatos confortáveis para se sentir mais à vontade durante a viagem. Experimente, também, exercícios de respiração, como puxar o ar fundo pelo nariz e soltar devagar pela boca. Essa prática diminui a ansiedade e ajuda a superar o medo de avião.

Evite bebidas com estimulantes, como álcool e cafeína. Prefira aquelas calmantes, como chá de ervas.

Outra dica de ouro é organizar com antecedência todos os documentos pertinentes à viagem e chegar cedo ao aeroporto. Assim, você reduz a ansiedade no dia do voo.

#DicaPI: você sabia que é possível fazer check-in on-line pelo site da companhia aérea ou por aplicativo? 

Durante o voo

A melhor maneira de se manter distraído durante o trajeto do voo é procurar algo divertido para fazer.

Você pode levar na bagagem de mão seu livro favorito, selecionar uma playlist com músicas que te relaxem (utilizando o aparelho eletrônico de acordo com as regras da aeronave, claro!) e ter em mãos livros de atividades e passatempos, como palavras cruzadas. Todos esses são distrações que aliviam a tensão e fazem a viagem parecer mais curta.

Também vale puxar conversa com os comissários de bordo. Eles já estão bastante acostumados a lidar com passageiros com fobia de voar e vão saber como conduzir um papo tranquilizador.

Se dicas não forem suficientes você perder o medo de avião, considere buscar orientação profissional. Com o especialista e os métodos certos, é possível superar seu temor e aproveitar o máximo cada viagem!



Fonte:passagensimperdiveis