Postado em segunda-feira, 9 de julho de 2018 às 13:12

Paratireoides: o que são glândulas "primas" da tireoide e como mexem com corpo?

 As glândulas paratireoides estão localizadas na região do pescoço, atrás da tireoide, e têm a função de controlar a quantidade de cálcio e fósforo no organismo. Cada uma delas tem um tamanho de um grão de arroz e, geralmente, cada pessoa tem dois pares de paratireoides – embora algumas possam dispor de 6 ou mesmo 8 glândulas.

Paratireoides: o que são?


Essas pequenas glândulas endócrinas têm papel fundamental no bom funcionamento do organismo, já que funcionam como um termômetro para manter sob controle os níveis de cálcio no sangue. O equilíbrio deste elemento é crucial para a saúde, mantendo o desempenho adequado do coração, sistema nervoso, rins e ossos.

Função das glândulas paratireoides
As glândulas paratireoides produzem um hormônio chamado PTH (paratormônio) que mantém o equilíbrio do cálcio no corpo, seja estimulando a capacidade de absorção do cálcio pelos alimentos ou controlando o que seria eliminado pela urina.

Quando os índices de cálcio no sangue são muito baixos, no caso de quebra de um osso ou alimentação pobre neste mineral, o PTH é liberado para normalizar os níveis. Em situações de excesso de cálcio, as paratireoides deixam de disponibilizar o hormônio para a normalização do problema.



Doenças ligadas às paratireoides

Quando as paratireoides deixam de funcionar ou produzem pouco PTH, ocorre uma doença chamada hipoparatiroidismo, onde há queda de cálcio no organismo – o que leva a sérios problemas de saúde Dependendo do caso, a disfunção pode ser curada com cirurgia ou a ingestão de suplementos de cálcio e vitamina D.

Existe, ainda, o caso contrário, quando as paratireoides incham e passam a fabricar PTH em excesso, provocando níveis elevados de cálcio no sangue. Entre os sintomas estão cálculos nos rins, aumento da vontade de urinar, dor nos ossos e articulações. O tratamento também inclui procedimento cirúrgico e medicamentos.




Fonte: Vix