Postado em terça-feira, 19 de junho de 2018 às 08:42

Alimentação irregular pode causar queda de pelos em cães e gatos

 Manter os pelos dos amiguinhos pets bonitos e saudáveis exige alguns cuidados dos tutores. Quando os pelos começam a perder o brilho ou caír, pode ser um sinal de que algo não anda bem com a saúde dos bichinhos.

Segundo o veterinário Igo Ferreira Santos, é comum a troca de pelos em cães e gatos, de uma a duas vezes por ano, de acordo com a fisiologia do animal. Mas o especialista alerta que, se a queda for constante, um médico veterinário deve analisar a saúde do animal. “A troca anual é normal, em até duas vezes dependendo da raça, clima e ambiente que o pet vive. Agora, quando a queda gera pontos de alopécias, falhas em áreas onde deve-se conter pelos, pode ser o sinal de que algo não anda bem”.

A empresária Anne Karoline Oliva viu de perto os efeitos da queda de pelo na pequena Belinha, uma cadelinha da raça Yorkshire. “A queda começou e ficou constante durante um mês. Depois intensificou e prejudicou bastante. Fiquei bastante assustada. Até fotos evitei de tirar”, brinca.

Anne conta também que a primeira medida tomada para tentar amenizar o problema foi a troca da ração. “Logo o resultado apareceu. Antes dávamos uma ração comum a ela, mas, quando se intensificou esta queda, inserimos uma ração que contém mais nutrientes. Isso foi o que resolveu a situação”.

Igo Ferreira explica que alguns suplementos também amenizam e até cessam a queda provocada por déficit de nutrientes na alimentação. “Alimentação com deficiência em zinco, vitaminas E, de ômega 3 e ômega 6 provocam a queda de pelos. Os suplementos vêem justamente para repor estas deficiências”.

Outro alerta feito pelo especialista é quanto à comida de humanos dada aos pets. “Em hipótese alguma pode ser dada a comida comum aos pets. O sódio pode causar danos sérios ao fígado do animal; quando este problema é revelado pela queda de pelos significa que o caso já está avançado”.


Gatos não precisam tomar banho (Foto: Valdivan Veloso/G1)

Higienização
A higienização dos bichinhos também é importante para a manutenção da saúde dos pelos. A escovação ajuda na prevenção contra a proliferação de bactérias.

O veterinário orienta os tutores a procurarem conhecer bem a raça do animal para identificar a rotina necessária de banhos para cada animal. “Tem cães com pelos maiores que precisam de banhos uma vez por semana, mas já tem outros que precisam apenas um banho por mês. No caso dos gatos, não é necessário este tipo de higienização, ele mesmo se higieniza”.







Fonte: G1