Postado em domingo, 10 de junho de 2018 às 09:09

Prestação de contas das ações do Governo de MG é realizada em Alfenas

Da Redação

Melhorias na infraestrutura e malha viária, articulação entre as forças de segurança pública e a população foram algumas das iniciativas fomentadas pelo Governo de Minas Gerais para melhorar a qualidade de vida da população do Território Sul. O encontro foi, na Câmara Municipal de Alfenas, na quinta-feira passada.

Estas e outras ações, com destaques nas áreas da educação e segurança pública, receberam a contribuição dos Fóruns Regionais de Governo. Ao ouvir a população, o Estado pôde compreender e incluir no planejamento das políticas públicas as demandas e necessidades da região.

Tais medidas foram demonstradas durante a reunião de prestação de contas das ações e obras executadas pelo Governo do Estado, em Alfenas, com a participação do Colegiado Executivo do Território Sul.

A reunião para prestação de contas foi na Câmara Municipal de Alfenas (Foto: Divulgação)

 

O local também foi espaço para apresentação da situação fiscal do Estado. A explanação foi feita pelo secretário adjunto de Planejamento e Gestão, César Lima. “É importante que vocês tenham a dimensão da dificuldade financeira que o Estado tem enfrentado. Os principais problemas estão relacionados com o crescente aumento das despesas de pessoal, o déficit previdenciário e o endividamento do Estado", disse.

O secretário adjunto apresentou para os três itens uma série histórica dos últimos 16 anos, mostrando a situação em que o Governo vem administrando. Para exemplificar, o secretário adjunto destacou enfaticamente a situação do défiti previdenciário, que em 2017, atingiu cerca de R$16,4 bilhões com o regime geral de previdência dos servidores em Minas Gerais. As estimativas para 2018, segundo Lima, apontam que este déficit chegará a 18 bilhões.

"Mesmo diante deste cenário de dificuldades, os serviços básicos de saúde, educação e segurança pública, por exemplo, continuam sendo executados em todos os 17 Territórios de Desenvolvimento", concluiu Lima.

Além disso, demandas para as áreas da educação, saneamento e energia foram discutidas com os membros do Colegiado Executivo, composto por representantes da sociedade civil, prefeitos, vereadores e representantes dos órgãos públicos estaduais.

Para o subsecretário dos Fóruns Regionais de Governo, Fernando Tadeu David, é importante que o colegiado saiba o que está sendo feito no seu território e no seu município. "Isso contribui para o acompanhamento das ações no território", defende.

Na mesma linha, o secretário executivo do Território Sul, Ercílio Confort, reiterou a "importância da participação do colegiado nas reuniões mensais".

Os encontros desta etapa vêm acontecendo desde abril e já foram realizados em nove dos 17 territórios de desenvolvimento - Mucuri (Teófilo Otoni), Médio e Baixo Jequitinhonha (Almenara), Metropolitano (Belo Horizonte), Central (Curvelo), Alto Jequitinhonha (Diamantina), Mata (Além Paraíba), Triângulo Sul (Uberaba), Triângulo Norte (Uberlândia) e Sul (Alfenas).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.