Postado em quinta-feira, 12 de abril de 2018 às 12:12

Canal de youtuber alfenense se aproxima de 150 mil inscritos

Alessandro Emergente

Um canal de um youtuber alfenense já se aproxima de 150 mil inscrito. O Zaffer, do youtuber Matheus Gonçalves (18 anos), já está com 145 mil inscritos e, recentemente, recebeu uma placa do Youtube, a Placa do 100k, uma referência a quem consegue atingir a marca de 100 mil inscritos.

Em 2016, o Alfenas Hoje divulgou uma reportagem com o youtuber, na época com o canal “O Pequeno Zaffer” que tinha 25 mil inscritos. De lá pra cá, o canal evoluiu na edição, ampliou os enfoques e ganhou novos seguidores. Por isso, deixou ser “O Pequeno Zaffer” para ser simplesmente “Zaffer”. 

O canal que nasceu focado em jogos de minicraft, mas aos poucos passou a adotar o humor como um dos atrativos. Hoje, o jovem youtuber explora vídeos com trolagens e reagindo a memes do momento.

Mas o vídeo de maior sucesso foi “Trollei o meu irmão no minecraft e ele chorou” (confira no final da reportagem), que já tem mais de 900 mil visualizações desde que foi postado há 10 meses. A “vítima” foi o pequeno Heron Gonçalves, de 8 anos, que retornou em outro vídeo, “Coloquei meu irmão no Voip do CS: Go”, que já chega a 442 mil visualizações.

Ao lado do irmão Heron, o youtuber comemora mais de 900 mil visualizações em vídeo com o seu irmão de 8 anos (Foto: Alessandro Emergente)


O jovem youtuber quer ir mais longe. Após obter a sonhada placa de 100k, sonho de muitos youtubers, ele mira agora a placa de 1 milhão de inscritos. O youtuber quer voltar a publicar de 2 a 3 vídeos por semana – atualmente a produção tem sido de um vídeo por semana devido a edição mais sofisticada. Em alguns vídeos, a edição chega a durar até sete horas, conta o youtuber.

Apesar do sonho de 1 milhão de inscritos, o youtuber adota cautela em relação ao futuro. O jovem diz que pretende cursar Direito a partir do ano que vem. Sem deixar de apostar no canal, Gonçalves (ou Zaffer como é conhecido pelos internautas) pretende levar em paralelo a carreira de youtuber e admite as dificuldades para remuneração nesse espaço. “É preciso muita originalidade para se destacar no Youtube”, explica se referindo ao que é necessário para obter destaque na plataforma no meio de tanta concorrência.

O youtuber alfenense com a placa recebida pelos 100 mil inscritos no canal (Foto: Alessandro Emergente)


Segundo o youtuber alfenense, o aumento no número de inscritos não significou crescimento da receita com o canal. Isso porque as constantes mudanças na política de monetização pelo Youtube fazem com os youtubers tenham que sempre se adaptarem a essas alterações. E as mais recentes não favoreceram os canais com números inferiores a 1 milhão de seguidores.

Em janeiro, por exemplo, o Youtube anunciou uma nova política de monetização que afetou a maioria dos criadores de conteúdo, gerando críticas de internautas. Os vídeos com menos de 1 mil inscritos e com menos de 4 mil visualizações por vídeos postados ficaram de fora da possibilidade de ganhar dinheiro com a plataforma. Anteriormente, bastava ter 10 mil visualizações para começar a ganhar alguma remuneração.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.