Postado em segunda-feira, 2 de abril de 2018 às 10:24

Controlando Emoções através da Gestão Emocional

Como você reage a uma situação de pressão no trabalho? Essa pode ser uma pergunta de um processo seletivo assim como pode ser um questionamento que você tenha que fazer a si mesmo...


 Como você reage a uma situação de pressão no trabalho? Essa pode ser uma pergunta de um processo seletivo assim como pode ser um questionamento que você tenha que fazer a si mesmo. Afinal, as maneiras positivas que você lida com diversos tipos de situação demonstram boa gestão emocional. Continue lendo o texto para saber mais sobre o assunto.

Administração de emoções


Manter seus sentimentos em equilíbrio não é uma tarefa fácil, porém não é impossível. Com dedicação e esforço é possível chegar a um ponto em que você tem pleno controle da sua linguagem verbal e não verbal tanto no ambiente de trabalho quanto na vida pessoal. Fazer uma administração bem balanceada das suas emoções demonstra inteligência emocional.

Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, saber enfrentar problemas e situações de pressão é um bom diferencial. São os seus comportamentos em momentos difíceis que definem sua personalidade, seu modo de encarar as coisas, o modo como você constrói sua reputação e como os outros olham para você.

Testando suas reações


Fiz um teste com situações hipotéticas que podem acontecer com qualquer profissional. Minha intenção é que você entenda sozinho sua reação em cada cenário. Pegue um pedaço de papel e uma caneta e vamos em frente:

Caso 1:
é fim do expediente de uma sexta-feira e aparece um problema enorme que caiu de paraquedas na sua mesa, quebrando todo o planejamento detalhado que você fez. Nesse momento você:

  1.  
  2. Pausa o planejamento para você e a equipe criarem um plano de ação para resolver o obstáculo.
  3. Fica bravo e começa a reclamar com todos a sua volta, como se tivessem culpa.


Caso 2:
no meio do lançamento de uma nova campanha, você descobre que há um gargalo de produção.

  1. Para tudo que está fazendo para entender qual é a origem desse gargalo e qual seria a solução mais prática para acabar com o problema sem atrapalhar tanto o lançamento.
  2. Começa a chorar de nervoso e saí correndo para o banheiro.


Caso 3:
devido à alta quantidade de trabalho, uma das suas entregas foi feita com um erro consideravelmente grande. Quando seu líder lhe conta você imediatamente:

  1. Pede desculpas pelo ocorrido, verifique qual seria a melhor forma de consertar e se concentra para que isso nunca mais repita.
  2. Começa a reclamar da pilha de coisas para fazer como justificativa e não traz solução para o erro.


Caso 4:
você desenvolveu um projeto super importante para a empresa e para a sua carreira. Este foi aprovado com louvor e tem até data de lançamento. Porém um pouco antes disso, estoura um cenário problemático de outra área que irá prender a atenção de todos os gestores e proprietários até que se resolva. Você:

  1. Respira fundo e aceita. Afinal, seu projeto já está aprovado e quando for possível é só lançá-lo. Enquanto isso, verifica se pode ajudar na resolução da situação.
  2. Vai procurar qual é o colaborador ou a equipe da outra área para falar poucas e boas, pois o mundo gira em torno do seu umbigo.


Caso 5: infelizmente a empresa em que você trabalha está passando por dificuldades financeiras e precisa fazer uma redução no quadro de funcionários. Você será um deles. Nesse momento, sua atitude é:

  1. No mesmo dia você faz um planejamento de como ter dinheiro por alguns meses e já começa a procurar por vagas em sites de empregos e com colegas da profissão.
  2. Faz uma crítica nada construtiva para o seu gestor com direito a xingamentos e revolta.

Se você respondeu a letra B em todas, saiba que essas reações são assustadoras para um ambiente profissional. Mesmo que depois desse primeiro momento, você consiga se controlar e resolver a situação, a primeira impressão é a que fica. Além disso, pense em você mesmo: não há motivo para gerar tanto stress interno se a ação deve ser o planejamento de uma solução.

Se você respondeu A em tudo, saiba que está com a sua inteligência emocional ativada. É preciso ter resiliência para entender que as pedras vão aparecer a todo o momento no caminho. Cabe ao funcionário aprender as maneiras corretas de retirá-las e evitar que elas apareçam novamente.

Gestão emocional de sucesso


O método coaching é um excelente guia para quem deseja trabalhar melhor sua gestão emocional. A partir dos cursos você aprende sobre autoconhecimento, inteligência emocional e a ter autoconfiança tanto na vida no trabalho quanto fora dele. Confira alguns cursos interessantes:

A formação em Psicologia Positiva que tem os fundamentos baseados na teoria de nome homônimo. Apesar do título, essa área de estudo não tem como objetivo ser uma pessoa feliz 100% do tempo. O foco é enxergar o lado positivo de qualquer momento e, se não houver, como transformar para algo bom. Com esse curso, o Instituto Brasileiro de Coaching (IBC) busca trazer um conteúdo diferenciado que foque no desenvolvimento do controle sobre as próprias emoções, na aprendizagem da psicologia positiva, na compreensão do lado positivos dos eventos e na descoberta das verdadeiras motivações. Como consequência, você será um ser humano mais evoluído.

Ficou interessado para aprender a fazer sua gestão emocional? Então não perca tempo! No IBC é possível encontrar essas e outras opções que podem se encaixar com o seu perfil e com o seu momento na carreira. Esse é um investimento que irá trazer benefícios reais no modo como você leva a sua vida no trabalho e em casa. Considere isso como um convite para um dia a dia com mais pensamentos positivos e cheios de desenvolvimento.



Fonte:Ibccoaching