Postado em segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018 às 11:11

Ciclista morre atingido por raio em trilha entre MG e SP

Manoel de Freitas Júnior tinha 55 anos e fazia atividade com grupo em Poços de Caldas, Sul de Minas Gerais...


 Um ciclista morreu depois de ser atingido por um raio na tarde de sábado depois de ser atingido por um raio. Manoel de Freitas Júnior e um grupo de amigos fazia trilha no Marco Divisório entre os Estados de Minas e São Paulo.

Os amigos perceberam que Manoel havia ficado um pouco mais para trás e o encontraram com ferimentos de segundo e terceiro graus. Ele tinha perfurações no rosto e no tórax e o Instituto Médico Legal confirmou a morte por “fulminação e queda de eletricidade natural”.

Uma árvore também sofreu o impacto da descarga e uma parte quebrada e o que sobrou ficou rachado, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Sua bicicleta estava com os dois pneus furados.

 
Minas Gerais não está entre os Estados com a maior incidência de quedas de raios no Brasil, segundo o Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. O levantamento mostra que Tocantins, Amazonas e Acre lideram o ranking que considerou o maior número de raios por quilômetro quadrado registrados entre 2012 e 2017.

O INPE orienta que, em casos de tempestade com raios, a pessoa procure lugares abertos ou com o mínimo de árvores por perto, justamente por que elas são os objetos mais altos num determinado lugar e porque a seiva presente no interior do tronco das árvores é melhor condutor do que o ar.

Fonte: Terra