Alfenas Hoje - Reservas sofrem para criar, e Atlético fica no empate com o Boa na estreia no Mineiro
Postado em sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Reservas sofrem para criar, e Atlético fica no empate com o Boa na estreia no Mineiro

 O Atlético lutou, mas não teve sucesso para vencer a marcação do Boa Esporte na noite desta quinta-feira, no estádio Melão, em Varginha. A estreia da temporada teve ares de frustração para os reservas, que sofreram para criar e ficaram no 0 a 0, em jogo válido pela primeira rodada do Campeonato Mineiro.

Na primeira etapa, o time alvinegro teve oportunidades, mas parou ora no goleiro Fabrício, ora em zagueiros adversários. O segundo tempo começou em ritmo lento. A entrada do jovem Marco Túlio fez com que o Atlético melhorasse de rendimento no fim, mas não foi suficiente. As principais oportunidades surgiram a partir de lances de bola parada ou após bate-rebate. O resultado deixa as equipes na sexta posição, com um ponto.

O time alvinegro volta a campo pelo Estadual às 17h (de Brasília) deste domingo. O Atlético, entretanto, será quase todo modificado em relação ao que atuou em Varginha. Oswaldo de Oliveira escalará os jogadores considerados titulares contra o Democrata-GV, no Independência. No mesmo dia, o Boa visita o Villa Nova, às 16h, no Castor Cifuentes.


Domínio "estéril"


Os reservas do Atlético iniciaram bem a partida. Escalado pelo centro, Valdívia buscava o jogo e ajudava Gustavo Blanco na saída de bola. Os dois, inclusive, eram os principais responsáveis por girar o jogo e tentar achar espaço no fechado 5-4-1 definido pelo técnico Sidney Moraes no momento defensivo do Boa.

Sem tanto sucesso, o time passou a apostar em bolas longas pelas pontas. A primeira grande chance alvinegra saiu dos pés de Carlos. Aos 10’, Hyuri fez boa jogada pela ponta direita e cruzou. O centroavante finalizou de primeira, à queima roupa, mas parou no goleiro Fabrício. A dobradinha funcionou novamente 16 minutos depois. Desta vez, o chute parou no zagueiro Caíque.

A partir dos 30’, o Boa até tentou trocar passes, mas pouco incomodou a meta defendida pelo goleiro Victor - o único titular do time que atuou nesta quinta-feira. O domínio atleticano gerou outra oportunidade clara. Matheus Mancini fez belo lançamento na direção de Hyuri, que ajeitou de peito para Gustavo Blanco. Sem deixar cair, o volante tentou encobrir o goleiro, mas finalizou forte demais.

O domínio do Atlético não resultou em gols no primeiro tempo. A última grande oportunidade da etapa inicial, inclusive, foi do Boa. Após bate-rebate, a bola sobrou livre para Lucas Hulk. O camisa 7, entretanto, finalizou mal e não conseguiu completar para as redes.

Poucas emoções na etapa final


O Atlético voltou mal para o segundo tempo. O time alvinegro não conseguia criar chances e, mais uma vez, apelava para lançamentos. Em algumas ocasiões, cabia aos zagueiros Bremer e Matheus Mancini o dever de ‘armar’ o jogo. Consequentemente, o ritmo da partida caiu.

O Boa Esporte tentava surpreender, mas não finalizava com perigo. As chances de gol ficaram escassas. Diante das dificuldades, Oswaldo de Oliveira apostou no jovem Marco Túlio, destaque das categorias de base do Atlético.

O time da capital chegou com perigo aos 34’. Danilo avançou pela esquerda e cruzou na pequena área. A bola passou por Carlos e por Marco Túlio, que não conseguiram abrir o placar. O jovem de 19 anos teve outra oportunidade momentos depois. Recebeu a bola na ponta direita e finalizou firme, cruzado. Fabrício, mais uma vez, impediu o gol.

As chances, finalmente, começaram a aparecer. Na jogada seguinte, Mancini quase mandou para as redes, mas foi parado pela zaga do Boa. Valdívia cobrou falta perigosa nos acréscimos. Mas não foi suficiente. No fim, resultado frustrante na estreia na temporada 2018.


BOA ESPORTE 0 X 0 ATLÉTICO

BOA ESPORTE
Fabrício; Joazi, Caíque, Amaral, Renato Justi e Elivélton Foguinho; Alyson (Sapê), Diego Luis (Rodolfo), Lucas Hulk e Christiano; João Guilherme (Marcílio).
Técnico: Sidney Moraes

ATLÉTICO
Victor; Patric, Bremer, Matheus Mancini e Danilo; Yago e Gustavo Blanco; Hyuri (Marco Túlio), Valdívia e Erik (Pablo); Carlos.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Cartões amarelos: Amaral (BOA); Danilo (ATL)

Motivo: primeira rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Estádio Municipal Prefeito Dilzon Luiz de Melo (Melão)
Data: quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (CBF)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (CBF) e Sidmar dos Santos Meurer (CBF)


Fonte: Super Esporte

















  • FOI NOTÍCIA
  • Últimos Comentários

Alfenas Hoje - Jornalismo com responsabilidade
Copyright © 2007 - 2018 - Todos os direitos reservados

Adapt Soluções e Treinamentos